Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038038
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorHOLLER, W. A.pt_BR
dc.contributor.authorMINGOTI, R.pt_BR
dc.contributor.authorSPADOTTO, C. A.pt_BR
dc.contributor.authorPESSOA, M. C. P. Y.pt_BR
dc.contributor.authorSA, L. A. N. dept_BR
dc.contributor.otherWILSON ANDERSON HOLLER, SGTE; RAFAEL MINGOTI, SGTE; CLAUDIO APARECIDO SPADOTTO, SGTE; MARIA CONCEICAO PERES YOUNG PESSOA, CNPMA; LUIZ ALEXANDRE NOGUEIRA DE SA, CNPMA.pt_BR
dc.date.accessioned2016-02-22T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2016-02-22T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2016-02-22pt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.other365pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038038pt_BR
dc.descriptionChilo partellus (Swinhoe) (Lepidoptera: Pyralidae) é um inseto considerado praga quarentenária ausente (A1) no Brasil (Instrução Normativa MAPA Nº59 de 18/12/2013). Esta mariposa apresenta potencial para atacar vários cultivos, entre eles sorgo, milho, milheto, cana-de-açúcar, arroz e várias gramíneas, entre outras. Trabalhos técnicos no exterior apontam a favorabilidade de vários países da América do Sul, incluindo áreas do território brasileiro, ao estabelecimento do inseto. Nesse sentido medidas de prevenção e de controle devem ser mais bem planejadas, antecipadamente à entrada da praga, para apoiar futuras ações de defesa fitossanitária nacional. Entre os elementos de apoio a essas medidas, citam-se aqueles que congregam, em um único recurso, a maior quantidade de informações sobre as possíveis rotas de ingresso ao território nacional, bem como das regiões onde se concentram os principais cultivos-hospedeiros da praga, onde a sua ocorrência acarretaria maiores danos econômicos e sociais em caso de entrada no país. Este trabalho apresenta a distribuição geográfica, em escala global, de regiões potenciais para o estabelecimento de C. partellus, assim como as regiões brasileiras com maior participação das culturas de milho, sorgo, arroz e cana-de-acúcar, localizando a infraestrutura nacional de defesa já existente para que o planejamento de ações seja efetivo. Foram utilizadas informações das áreas produtoras, de maior concentração de rotas marítimas, terrestres e de fronteiras, assim como localizados postos de vigilância. O cruzamento de informações fez uso de ArcGis 1.0 e foram disponibilizados mapas.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/139765/1/CONBRAF2015-Chilo.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherÁguas de Lindóia: Unesp, 2015. p. 452-455.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Gestão Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.subjectSistema de Iinformações Geográficas (SIG)pt_BR
dc.subjectFitossanidade.pt_BR
dc.titleElementos de apoio à defesa fitossanitária para potencial entrada de Chilo partellus swinhoe (lepidoptera: pyralidae), praga quarentenária ausente, no Brasil.pt_BR
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2017-06-26T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroPraga Exótica.pt_BR
dc.format.extent2p. 452-455pt_BR
dc.ainfo.id1038038pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2017-06-26pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (SGTE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CONBRAF2015Chilo.pdf766,93 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace