Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1053934
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMENDONÇA, D. P.por
dc.contributor.authorLEMOS, O. F. depor
dc.contributor.authorRAMOS, G. K. S.por
dc.contributor.authorSILVA, F. B. B. dapor
dc.contributor.authorRODRIGUES JUNIOR, O. M.por
dc.contributor.authorRODRIGUES, S. de M.por
dc.contributor.otherDanielle Pereira Mendonça, GRADUANDA UFRA; ORIEL FILGUEIRA DE LEMOS, CPATU; Gleyce Kelly Sousa Ramos, MESTRANDA UFRA; Fernanda Beatriz Bernaldo da Silva, GRADUANDA UFRA; Orlando Maciel Rodrigues Júnior, GRADUANDO UFRA; SIMONE DE MIRANDA RODRIGUES, CPATU.por
dc.date.accessioned2016-10-03T11:11:11Zpor
dc.date.available2016-10-03T11:11:11Zpor
dc.date.created2016-10-03por
dc.date.issued2016por
dc.identifier.other52668por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1053934por
dc.descriptionA pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.) é uma planta trepadeira originária da Índia, considerada a mais importante especiaria comercializada mundialmente e usada em larga escala como condimento, além das indústrias de carnes e conservas. Os maiores produtores mundiais da pimenta-do-reino são Índia, Vietnã, Indonésia, Malásia e Brasil, sendo que dos estados brasileiros produtores, o Pará é responsável por cerca de 80% da produção do país. Com o objetivo de avaliar o efeito do ?-Mercaptoetanol no controle da oxidação em meristema de pimenteira-do-reino no estabelecimemto de cultura para o processo de micropropagação, segmentos de ramos contendo gemas apicais e laterais foram submetidos à assepsia e para a retirada dos meristemas ficaramimesos na solução de ?-Mercaptoetanol nas concentrações 5 mM , 10 mM e 15mM. Os meristemas inoculados nas concentrações de 5 e 10 mM apresentaram no final de 30 dias alto grau de oxidação, enquanto os meristemas inoculados na concentração de 15 mM, baixa oxidação. O antioxidante ?-mercaptoetanol na concentração de 15mM é eficiente para controlar a oxidação do meristema para o estabelecimento de cultura in vitro no processo de micropropagação.por
dc.description.uribitstream/item/148147/1/Pibic2016-p328.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherIn: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 20.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 4., 2016, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2016.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectLimpeza clonalpor
dc.subjectOxidação fenólica.por
dc.titleMercaptoetanol no controle da oxidação de meristema de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.) em cultivo in vitro.por
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2017-03-07T11:11:11Zpor
dc.subject.thesagroAntioxidante.por
dc.format.extent2p. 328-331.por
dc.ainfo.id1053934por
dc.ainfo.lastupdate2017-03-07por
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic2016p328.pdf358,85 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace