Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060329
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRODRIGUES, D. M. de S.pt_BR
dc.contributor.authorMELEM JUNIOR, N. J.pt_BR
dc.contributor.authorBORGES, W. L.pt_BR
dc.contributor.otherDANIELLE MIRANDA DE SOUZA RODRIGUES, UNIFAP; NAGIB JORGE MELEM JUNIOR, CPAF-AP; WARDSSON LUSTRINO BORGES, CPAF-AP.pt_BR
dc.date.accessioned2017-01-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2017-01-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2017-01-10pt_BR
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.other17597pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060329pt_BR
dc.descriptionO Brasil é um dos maiores importadores mundiais de fertilizantes, tal fato está relacionado as características dos solos que são ácidos e de baixa fertilidade natural. A acidez do solo é um dos principais fatores capazes de reduzir o potencial produtivo dos solos tropicais e por isso tem-se buscado fontes alternativas de fertilizantes. Esse estudo objetivou avaliar o efeito da aplicação de sedimento do Rio Amazonas sobre o crescimento inicial do milho. O experimento foi conduzido em vasos com capacidade de 2 kg, em condição de casa de vegetação. Foram testadas diferentes proporções de sedimento e solo (0/100, 25/75, 50/50, 75/25 e 100/0), como tratamentos, visando avaliar o potencial do sedimento como corretivo e fonte de nutrientes. Os solos utilizados no experimento foram coletados nos Campo experimentais do Cerrado (167 g de argila kg-1 de solo) e Mazagão (272 g de argila kg-1), da Embrapa Amapá. Foram realizados dois cultivos sucessivos no mesmo vaso. Em cada, semeou-se quatro sementes de milho e após o estabelecimento das plântulas, efetuou-se o desbaste, mantendo-se duas plantas por vaso, durante 50 dias. No primeiro cultivo o solo do Mazagão apresentou maior produção de matéria seca da parte aérea no tratamento 25/75 e a menor no tratamento 100/0, enquanto que no solo do Cerrado a maior produção de matéria seca aérea foi no tratamento 100/0 e a menor no tratamento 25/75. O segundo cultivo apresentou maior produção de matéria seca aérea no solo do Mazagão no tratamento 100/0 e a menor no tratamento 25/75. Enquanto que no solo do Cerrado a maior produção de matéria seca foi encontrada no tratamento 0/100 e a maior no 50/50. O sedimento do Rio Amazonas foi mais eficiente no primeiro cultivo, quando misturado ao solo do Mazagão.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/153065/1/CPAF-AP-2016-Desenvolvimento-de-milho-submetido-a-aplicacao.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherIn: JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAPÁ, 2., 2016, Macapá. Resumos... Macapá: Embrapa Amapá, 2016.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Amapá - Resumo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.titleDesenvolvimento de milho submetido a aplicação de diferentes proporções de sedimento do Rio Amazonas.pt_BR
dc.typeResumo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2017-03-10T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroCerealpt_BR
dc.subject.thesagroFator de crescimentopt_BR
dc.subject.thesagroAdubopt_BR
dc.subject.thesagroAluviãopt_BR
dc.format.extent2p. 36pt_BR
dc.ainfo.id1060329pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2017-03-10pt_BR
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAF-AP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPAFAP2016Desenvolvimentodemilhosubmetidoaaplicacao.pdf84,94 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace