Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060557
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amapá - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2016
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SARGES, R. C.
OLIVEIRA, B. R. de
COSTA, J. B. P.
LIRA-GUEDES, A. C.
GUEDES, M. C.
Additional Information: RAILAN COELHO SARGES, SESA; BRUNA ROCHA DE OLIVEIRA, UEAP; JANAINA BARBOSA PEDROSA COSTA, ATAIC; ANA CLAUDIA LIRA-GUEDES, CPAF-AP; MARCELINO CARNEIRO GUEDES, CPAF-AP.
Title: Fossa séptica biodigestora como alternativa para tratamento de esgoto em área de várzea.
Publisher: In: JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAPÁ, 2., 2016, Macapá. Resumos... Macapá: Embrapa Amapá, 2016.
Pages: p. 48.
Language: pt_BR
Description: A fossa séptica biodigestora é um sistema de tratamento de esgoto, no qual ocorre decomposição anaeróbia das fezes por bactérias metanogênicas, resultando em biogás e efluente estabilizado. O efluente pode ser utilizado como biofertilizante. Essa tecnologia em geral é empregada onde não há coleta de esgoto ou unidades de tratamento convencionais. Nas várzeas, os dejetos são jogados diretamente no rio, contaminando a única água disponível às famílias. O objetivo do estudo foi verificar a viabilidade econômica e operacional da instalação de dois tipos de fossa. O estudo está sendo realizado na Ilha das Cinzas (O 00°29?21,08?; S 51°24?25,16?), Gurupá, PA. Foram realizadas reuniões e uma oficina de capacitação com a comunidade, sendo selecionadas seis famílias para receberem instalações-testes. Três famílias construíram a fossa séptica com caixas de polietileno (sistema A) e três com manilhas de concreto (sistema B). A construção e instalação dos sistemas ocorreu de forma participativa, por meio de mutirões com representantes das famílias beneficiárias, sob orientação da equipe técnica. Para a instalação do sistema ?A? foi necessário construir uma estrutura de madeira (tablado) para alocar as caixas de polietileno, já que trata-se de área inundada diariamente. Já no sistema ?B?, as manilhas de concretos completamente vedadas, foram alocadas diretamente no solo. O sistema A apresentou menor custo de execução (R$ 1.336,78), sendo 147% menos dispendioso que o sistema B (R$ 3.310,05). A fossa séptica com manilhas, além de mais cara, envolve logística de transporte e instalação de difícil execução em áreas de várzeas. A participação dos próprios comunitários na implantação promoveu a compreensão do processo, desde a seleção e quantificação do material, organização dos sistemas e montagem das fossas. A apropriação do conhecimento sobre o funcionamento dos sistemas deve possibilitar a manutenção das fossas instaladas em cada núcleo familiar pela própria família.
Thesagro: Saneamento rural
Biofertilizante
Economia agrícola
Data Created: 2017-01-12
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAF-AP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPAFAP2016Fossasepticabiodigestora.pdf84,72 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace