Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060702
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGONDIM, A. R. de O.por
dc.contributor.authorPRADO, R. de M.por
dc.contributor.authorFONSECA, I. M.por
dc.contributor.authorALVES, A. U.por
dc.contributor.otherANCÉLIO RICARDO DE OLIVEIRA GONDIM, UFCG; RENATO DE MELLO PRADO, UNESP; IVANA MACHADO FONSECA, CPACP; ADRIANA URSULINO ALVES, UFPI.por
dc.date.accessioned2017-01-13T11:11:11Zpor
dc.date.available2017-01-13T11:11:11Zpor
dc.date.created2017-01-13por
dc.date.issued2016por
dc.identifier.other1603por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1060702por
dc.descriptionO surgimento de novos híbridos de milho pode afetar a tolerância à deficiência nutricional. Objetivou-se, com este trabalho, caracterizar os sintomas visuais de deficiência de macronutrientes e sua relação com o crescimento, os teores e o acúmulo de nutrientes em milho. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, com sete tratamentos e três repetições. Os tratamentos consistiram na solução completa de Hoagland & Arnon (1950), com omissões de N, P, K, Ca, Mg e S. O início dos sintomas de deficiência de N, P, K, Ca e Mg ocorreram aos 5, 16, 16, 16 e 22 dias após o transplantio, respectivamente. O milho apresentou menor produção de matéria seca com a omissão de N, P, K, Ca e Mg, em comparação com o tratamento completo. Os sintomas de deficiência de N, P, K, Ca e Mg foram observados na parte aérea do milho com teores iguais a 7,8; 1,2; 15,7; 1,8 e 0,7 g kg-1, respectivamente. No tratamento completo, os teores de N, P, K, Ca e Mg na parte aérea foram de 30,6; 5,9; 63,7; 6,0 e 4,5 g kg-1, sem sintomas de deficiência. A produção de matéria seca diminui quando há a omissão dos nutrientes, tanto para parte aérea como para raízes, e os tratamentos que apresentaram menor produção de matéria seca foram a omissão de N e a de K. A omissão de um nutriente, além de diminuir seu teor na parte aérea, causa desequilíbrio entre os demais nutrientes e, consequentemente, provoca sintomas característicos de deficiência de cada nutriente.por
dc.description.uribitstream/item/153288/1/2016-Revista-Ceres.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherRevista Ceres , v. 63, n.5, p. 706-714, set./out. 2016.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Cocais - Artigo em periódico indexado (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleCrescimento inicial do milho cultivar brs 1030 sob omissão de nutrientes em solução nutritiva.por
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)por
dc.date.updated2018-02-27T11:11:11Zpor
dc.subject.thesagroMilhopor
dc.subject.thesagroCultivo Hidropônicopor
dc.subject.thesagroNutriçãopor
dc.subject.thesagroZea Mays.por
dc.format.extent29 p.por
dc.ainfo.id1060702por
dc.ainfo.lastupdate2018-02-27 -03:00:00por
dc.identifier.doi10.1590/0034-737X201663050016por
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPACP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016RevistaCeres.pdf405,51 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace