Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1074942
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: COSTA, R. C.
ISHIDA, A. K. N.
MIRANDA, V. S.
DAMASCENO FILHO, A. S.
SILVA, C. T. B. da
RESENDE, M. L. V.
OLIVEIRA, L. C.
Additional Information: Rosemary Corrêa Costa, UFRA; ALESSANDRA KEIKO NAKASONE ISHIDA, CPATU; Vicente Savonitti Miranda, UFRA; Antonio Saraiva Damasceno Filho, UFRA; CLENILDA TOLENTINO B DA SILVA, CPATU; Mário Lúcio Vilela Resende, UFLA; Luana Cardoso Oliveira, UFPA.
Title: Extratos vegetais, formulações a base de extrato vegetal e produtos químicos no controle da mancha bacteriana do maracujazeiro.
Publisher: Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v. 7, n. 1, p. 26-33, mar. 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Passiflora edulis f flavicarpa
Xanthomonas axonopodis pv Passiflorae
Controle.
Description: A mancha bacteriana é uma importante doença na cultura do maracujazeiro, responsável por perdas econômicas e pela redução da frutificação e do período de exploração comercial das plantas afetadas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito dos produtos químicos oxitetraciclina, fluazinam, mancozeb, oxicloreto de cobre e Acibenzolar-S-Metil (ASM), das formulações Fitoforce Cobre, Fitoforce Plus e dos extratos de folhas de Artocarpus heterophyllus e Morinda citrifolia sobre o crescimento in vitro de Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae e sobre a severidade da mancha bacteriana do maracujazeiro em casa-de-vegetação. Nos ensaios in vitro, os tratamentos foram incorporados ao meio de cultura 523, em suas respectivas dosagens e as avaliações foram realizadas pela contagem do número de colônias do patógeno. Nos ensaios em casade-vegetação a aplicação dos tratamentos foi realizada 7 dias antes da inoculação de X. axonopodis pv. passiflorae para as formulações e extratos e 2 dias antes da inoculação para os produtos químicos. As avaliações de severidade da doença foram realizadas em intervalos de 48 horas. Os produtos oxitetraciclina, fluazinam, mancozeb, oxicloreto de cobre, Fitoforce Cobre e Fitoforce Plus inibiram totalmente o crescimento in vitro da bactéria. Em casa-de-vegetação, todos os tratamentos reduziram significativamente a severidade da mancha bacteriana com reduções entre 54 e 62%, com exceção do Fitoforce Plus que apresentou porcentagem de controle abaixo de 50%.
Thesagro: Doença.
Data Created: 2017-09-04
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
37511571PB.pdf144,31 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace