Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1076041
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CADEMARTORI, P. H. G.
NISGOSKI, S.
MUNIZ, G. I. B. de
MAGALHAES, W. L. E.
Additional Information: Pedro Henrique Gonzalez de Cademartori, Pós Doutorando; Silvana Nisgoski, UFPR; Graciela Ines Bolzon de Muniz, UFPR; WASHINGTON LUIZ ESTEVES MAGALHAES, CNPF.
Title: Efeito do tratamento com plasma frio na molhabilidade de madeiras tropicais brasileiras.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA MADEIRA, 3., 2017, Florianópolis. Trabalhos publicados. [Seropédica]: SBCTEM, 2017.
Pages: 10 p.
Language: pt_BR
Keywords: Tecnologia de plasma
Energia de superfície
Ângulo de contato
Rugosidade
Adesão interfacial
Superfície da madeira
Molhabilidade
Plasma technology
Surface energy
Interfacial adhesion
Wood surface.
Description: A inativação da superfície da madeira dificulta a interação do material com solventes de diferentes polaridades, prejudicando fenômenos de molhabilidade e adesão interfacial. O presente trabalho investigou o efeito de descargas de plasma frio na molhabilidade da superfície das madeiras de Dinizia excelsa e Lecythis pisonis. As descargas de plasma foram realizadas em atmosferas de Ar e N2 em diferentes condições de tratamento. As madeiras modificadas por plasma frio foram caracterizadas quanto a molhabilidade em água e glicerol, modificações topográficas por meio de rugosidade 3D e adesão revestimento-substrato por meio do ensaio de resistência à tração (método pull-off). Os principais resultados mostraram que um tratamento mínimo de 30 segundos em ambas as atmosferas de Ar e N2 é suficiente para reduzir significativamente o ângulo de contato aparente em água e glicerol das madeiras tratadas. As modificações significativas na rugosidade superficial foram melhor representadas pelo parâmetro Sz na madeira de Lecythis pisonis. A resistência à tração pelo método pull-off não apresentou incremento significativo nas madeiras modificadas por plasma frio. De maneira geral, o plasma frio mostrou-se uma tecnologia viável para incrementar a energia de superfície das madeiras de Dinizia excelsa e Lecythis pisonis. A ausência de uma maior adesão revestimento-substrato pode estar relacionada com fatores intrínsecos da madeira e que podem influenciar significativamente as interações interfaciais entre substrato e revestimento.
NAL Thesaurus: contact angle
roughness.
Data Created: 2017-09-21
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017WashingtonCBCTEMEfeito.pdf765,9 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace