Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1084789
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Algodão - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: VASCONCELOS, E. D.
G FILHO, A. L. de A.
TOMÉ, M. P.
SOUSA, M. M. de
ALMEIDA, R. P. de
SILVA, C. A. D. da
Additional Information: EDUARDO DOMINGOS VASCONCELOS, CNPA; ANTONIO LOPES DE ARROXELAS G FILHO, CNPA; MAYSA PEREIRA TOMÉ, UEPB; MATHEUS MENDES de SOUSA, UFPB; RAUL PORFIRIO DE ALMEIDA, CNPA; CARLOS ALBERTO DOMINGUES DA SILVA, CNPA.
Title: Atividade sinérgica do ácido bórico misturado ao inseticida Thiamethoxan contra o bicudo do algodoeiro.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DO ALGODÃO, 11., 2017, Maceió. Resumos... Inovação e rentabilidade na cotonicultura: resumos... Brasília, DF: Associação Brasileira dos Produtores de Algodão - Abrapa, 2017.
Language: pt_BR
Description: O bicudo do algodoeiro, Anthonomus grandis (Coleoptera: Curculionidae) é controlado basicamente com aplicações de inseticidas químicos sintéticos. Esses inseticidas aumentam os custos de produção da lavoura, reduzindo os lucros do produtor. Portanto, a adição de determinados compostos as formulações inseticidas destinados ao controle do bicudo podem melhorar o desempenho desses produtos no campo e, assim, aumentar os lucros do produtor. Objetivou-se estudar a atividade sinérgica do ácido bórico misturado ao inseticida thiamethoxan contra o bicudo do algodoeiro em condições de laboratório. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 7 x 2, representado pelos tratamentos com (1) água destilada, testemunha; (2) 0,01 g de ácido bórico/100 ml de água destilada; (3) 0,075 g de Thiamethoxan/100 ml de água destilada; (4) 0,075 g de Thiamethoxan + 0,01 g de ácido bórico/100 ml de água destilada; (5) 0,15 g de Thiamethoxan/100 ml de água destilada; (6) 0,15 g de Thiamethoxan + 0,01 g de ácido bórico/100 ml de água destilada e (7) 0,3 g de Thiamethoxan/100 ml de água destilada e dois alvos biológicos (A1= botão floral e A2= inseto adulto) e quatro repetições. Foram utilizados adultos do bicudo com oito dias de idade. A porcentagem de mortalidade dos adultos de A. grandis mostrou interação significativa entre o tratamento inseticida e o alvo biológico, indicando que a eficiência do inseticida no controle do bicudo do algodoeiro depende do tipo de inseticida e alvo biológico (F6,42= 242,50; P< 0,001). As porcentagens de mortalidade de adultos do bicudo foram de 100% para todos os tratamentos em que os insetos adultos foram submersos na calda inseticida e nos tratamentos 3, 4, 5, 6 e 7 quando os bicudos adultos foram alimentados com botões florais tratados com a calda inseticida. As menores porcentagens de mortalidade de adultos do bicudo foram observadas somente na testemunha para ambos os alvos biológicos e quando os bicudos foram alimentados com botões florais tratados com ácido bórico na concentração de 0,01g/100 ml de água.
Thesagro: Ácido bórico
Gossypium hirsutum
Anthonomus grandis
Bicudo
Data Created: 2018-01-09
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Atividadesinergicadoacido....pdf86,6 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace