Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085179
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRODRIGUES, C. T. A.
dc.contributor.authorNUNES, T. C.
dc.contributor.authorCARVALHO, H. F. de S.
dc.contributor.authorSILVA, T. G. F. da
dc.contributor.authorARAUJO, G. G. L. de
dc.contributor.otherCARLOS TIAGO AMÂNCIO RODRIGUES, Mestrando, UNIVASF, Juazeiro-BA; TARCIA CARIELLE MIRANDA DANTAS NUNES, Mestranda da UNIVASF; HERICA FERNANDA DE SOUSA CARVALHO, Bolsista-DTI; THIERES GEORGE FREIRE DA SILVA, Professor, UFRPE-UAST, Serra Talhada-PE; GHERMAN GARCIA LEAL DE ARAUJO, CPATSA.
dc.date.accessioned2018-05-22T00:51:19Z-
dc.date.available2018-05-22T00:51:19Z-
dc.date.created2018-01-12
dc.date.issued2017
dc.identifier.other57085
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085179-
dc.descriptionO controle, monitoramento e uso da água no solo são imprescindíveis para a produção agrícola. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi analisar a variabilidade espacial do teor de água do solo em cultivo de gliricídia (Gliricidia sepium) no Semiárido Nordestino. O experimento foi desenvolvido na Embrapa Semiárido no Campo experimental da caatinga, Petrolina, Pernambuco durante o período de setembro de 2015 a março de 2016, totalizando 237 mm irrigação (100 mm) e precipitação (137). Avaliou-se uma área total de 2.560 m² e útil de 1.560 m², cultivada com gliricídia sepium no espaçamento 1 x 1 metro. Foi realizado o monitoramento da umidade do solo a partir da utilização de uma sonda capacitiva do conjunto Diviner@ 2000, Sentek Pty Ltda. Austrália, em seis profundidades, a cada 10 cm: 10, 20, 30, 40, 50, e 60 cm em 80 tubos distribuídos na área experimental. O teor de umidade no solo apresentou um aumento gradual, à medida que aumentou a profundidade do solo tendendo a uma estabilização a partir das camadas de 50 e 60 cm, quando mais próximo da superfície constatou uma redução na umidade do solo, deste modo podemos constatar que a combinação de alta incidência de radiação, temperatura e baixa umidade na região semiárida nordestina podem contribuir para a rápida evaporação da água nas camadas superficiais. Assim conclui-se que houve variação no teor de água no solo nas diferentes profundidades, estabilizando a partir dos 50 e 60 cm de profundidade. .
dc.description.uribitstream/item/177269/1/Gherman-1.pdfpt_BR
dc.format1 CD-ROM.
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherIn: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 20; SIMPÓSIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESERTIFICAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 5., 2017, Juazeiro, BA. A agrometeorologia na solução de problemas multiescala: anais. Petrolina: Embrapa Semiárido; Juazeiro: UNIVASF; Campinas: Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, 2017.
dc.relation.ispartofEmbrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
dc.subjectArmazenamento de água
dc.subjectMonitoramento
dc.titleVariabilidade espacial da umidade do solo em cultivo de gliricídia.
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)
dc.date.updated2018-05-22T00:51:19Zpt_BR
dc.subject.thesagroGliricidia
dc.subject.thesagroÁgua
dc.subject.thesagroSolo
dc.subject.thesagroProdução animal
dc.subject.thesagroUmidade do Solo
dc.subject.nalthesaurusGliricidia sepium
dc.ainfo.id1085179
dc.ainfo.lastupdate2018-05-21
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gherman1.pdf189.08 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace