Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085279
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSANTOS, R. L.
dc.contributor.authorPEREIRA, D. S.
dc.contributor.authorXAVIER JUNIOR, S. R.
dc.contributor.authorVENTURIERI, G. C.
dc.contributor.otherRaquel Leão Santos, GRADUANDA UEPA; DANIEL SANTIAGO PEREIRA, CPATU; SEBASTIAO RIBEIRO XAVIER JUNIOR, CPATU; GIORGIO CRISTINO VENTURIERI, CPATU.
dc.date.accessioned2018-01-15T23:18:48Z-
dc.date.available2018-01-15T23:18:48Z-
dc.date.created2018-01-15
dc.date.issued2017
dc.identifier.other54562
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085279-
dc.descriptionO gênero Dalbergia L.f. (Leguminosae-Papilionoideae), de distribuição pantropical, compreende cerca de 250 espécies. Dalbergia spp tem sido amplamente explorada para produção de própolis vermelha, que consiste em uma mistura complexa feita pelas abelhas a partir do material resinoso encontrado no tecido meristemático em várias plantas deste gênero. Este trabalho tem por objetivo realizar levantamento da ocorrência da flora apícola produtora de exsudato vermelho que pode ser utilizada pelas abelhas africanizadas para produção da própolis vermelha no estado do Pará. Realizou-se o levantamento em diversos herbários que possuíam espécies de Dalbergia L.f. produtoras de exsudato vermelho no estado do Pará, juntamente com a sua distribuição. Para tanto, foram averiguadas literaturas específicas de morfologia e taxonomia que envolviam espécies de Dalbergia produtoras de exsudato vermelho localizadas no Pará. A coleta de dados foi obtida a partir da plataforma online SpeciesLink; e do acervo do Herbário IAN (Instituto Agronômico do Norte) da EMBRAPA Amazônia Oriental. O mapa de distribuição foi elaborado utilizando o software QGis juntamente com os dados de coleta das espécies. Foram encontrados 204 registros depositados em 21 herbários, sendo que, 175 são pertencentes à espécie Dalbergia monetaria e 29 à Dalbergia ecastaphyllum. Analisando os dados de coleta, notou-se que as espécies foram coletadas em 44 municípios do Estado do Pará, dos quais Belém e Bragança apresentaram maior quantidade de registros. A partir do levantamento realizado notou-se a predominância de Dalbergia monetaria nos registros, mostrando que esta é uma espécie que possui potencial para ser explorada.
dc.description.uribitstream/item/170995/1/4836-23006-1-PB.pdfpt_BR
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 12, n. 3, p. 590-595, 2017.
dc.relation.ispartofEmbrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)
dc.subjectHerbários.
dc.titleLevantamento fitogeográfico de Dalbergia L.f. (Leguminosae-papilionoideae) com potencial produtivo para própolis vermelha no Estado do Pará.
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)
dc.date.updated2018-01-15T23:18:48Zpt_BR
dc.subject.thesagroApiculturapt_BR
dc.subject.thesagroBiodiversidadept_BR
dc.subject.thesagroExsudatopt_BR
dc.subject.thesagroPrópolis.pt_BR
dc.ainfo.id1085279
dc.ainfo.lastupdate2018-01-15
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4836230061PB.pdf687,91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace