Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085428
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Uva e Vinho - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SOETHE, C.
STEFFENS, C. A.
HEIZEN, A. S.
HAWERROTH, F. J.
SANTOS, E. de S.
AMARANTE, C. V. T. do
DUARTE, G. da C.
Additional Information: Cristina Soethe, Mestre em Produção Vegetal – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); Cristiano André Steffens, Mestre em Produção Vegetal – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); Angélica Schmitz Heinzen, Mestre em Produção Vegetal – Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC); FERNANDO JOSE HAWERROTH, CNPUV; Érica de Souza Santos; Cassandro Vidal Talamini do Amarante; Guilherme da Cruz Duarte.
Title: Maturação de maçãs "Brookfield" em função da forma de aplicação de aminoetoxivinilglicina.
Publisher: In: JORNADA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA-CONGREGA URCAMP, 14., 2017, Bagé. Revista da 14ª Jornada de Pós-Graduação e Pesquisa-Congrega Urcamp. Bagé: Congrega URCAMP, 2017. v.1.
Language: pt_BR
Keywords: Aminoetoxivinilglicina (AVG)
Maçã Brookfield
Vacaria (RS)
Rio Grande do Sul
Brasil
Malus doméstica Borkh
Qualidade físico-química
AVG
Macieira.
Description: RESUMO Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação pré-colheita do aminoetoxivinilglicina (AVG), em dose única e parcelada, sobre a maturação de maçãs ?Brookfield?, cultivada sob tela antigranizo. O experimento foi conduzido em pomar comercial, no município de Vacaria/RS (50°42' W; 28°33' S; 955 m de altitude), nas safras 2014/15 e 2015/16. Foram avaliados os seguintes tratamentos: Controle; AVG em dose única (125 mg L-1); AVG parcelado (62,5 mg L-1 + 62,5 mg L1 ), combinados com três datas de colheita [colheitas 1 (colheita comercial), 2 e 3 (sete e 14 dias após a primeira colheita, respectivamente)]. O AVG em dose única foi aplicado aos 30 dias antes da colheita comercial (DAC) e o AVG parcelado foi aplicado aos 30 e 20 DAC. Foram avaliados os seguintes atributos: taxas respiratória (ηmol de CO2 kg-1 s-1) e de produção de etileno (pmol C2H4 kg-1 s-1), índice iodo-amido (1-5), firmeza de polpa (N), sólidos solúveis (SS; °Brix), acidez titulável (AT; % ácido málico), cor da epiderme (hº; regiões mais e menos vermelha) e índice de cor vermelha (ICV). O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições, compostas por 20 frutos cada. O uso do AVG, independentemente da forma de aplicação, manteve menor o índice iodo?amido, o teor de SS e reduziu o grau de amarelecimento da epiderme dos frutos, além de manter maior firmeza de polpa e AT de maçãs ?Brookfield?. A aplicação de AVG (125 mg L-1) reduz a cor vermelha dos frutos, porém a aplicação parcelada não reduziu esse atributo na safra 2014/2015, enquanto que na safra 2015/2016 ocorreu redução, porém em menor intensidade do que a aplicação de AVG em dose única (125 mg L-1). Conclui-se que a aplicação pré-colheita de AVG dose única (125 mg L-1) ou parcelada (62,5 mg L-1 + 62,5 mg L-1) retarda a maturação e a aplicação parcelada apresenta menor comprometimento da cor vermelha da epiderme de maçãs ?Brookfield? cultivada sob tela antigranizo. Palavras-chave: Malus domestica Borkh., qualidade físico-química, AVG.
Thesagro: Malus doméstica
Maçã.
Data Created: 2018-01-15
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPUV)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
185565871PB.pdf249,76 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousGoogle BookmarksMySpace