Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085731
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: BENCHIMOL, R. L.
PINHEIRO, C. C. C.
SANTOS, A. K. A.
SILVA, C. M. da
LEAO, N. V. M.
SOUSA, I. A. L. de
Additional Information: RUTH LINDA BENCHIMOL, CPATU; Cássia Cristina Chaves Pinheiro, GRADUANDA UFRA; Ana Karoliny Alves Santos, GRADUANDA UFRA; Carina Melo da Silva, Doutora em Agronomia; NOEMI VIANNA MARTINS LEAO, CPATU; Iêda Alana Leite de Sousa, Engenheira Florestal.
Title: Crescimento micelial de Thielaviopsis sp. isolado de paricá em diferentes meios de cultura e regimes de luminosidade.
Publisher: In: SIMPÓSIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS NA AMAZÔNIA, 6., 2017, Belém, PA. Anais. Belém, PA: UEPA, 2017.
Pages: v. 2, p. 96-101.
Language: pt_BR
Keywords: Agente etiológico.
Description: Entre as essências florestais nativas da região norte, com potencial para o reflorestamento de áreas degradadas, destaca-se o Paricá (Schizolobium parahyba var. amazonicum (Huber ex Ducke) Barneby). Dentre os agentes etiológicos que podem acometer essa cultura encontra-se o fungo Thielaviopsis sp., considerado um patógeno agressivo e de difícil controle, que pode reduzir o potencial madeireiro da espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento micelial ?in vitro? de Thielaviopsis sp. em diferentes meios de cultura e regimes de luminosidade. Discos de cultura do patógeno (ø =5 mm) retirados da borda de colônias foram transferidos para o centro de placas de Petri contendo os meios de cultura de BDA, Malte e V8 e incubados sob três regimes de luminosidade (escuro contínuo, regime de luz alternado e luz contínua), durante sete dias, sob a temperatura de 25 °C ± 2 oC. O ensaio foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial (3x3), com cinco repetições. A análise estatística foi feita pelo teste F (p ≤ 0.05) e as médias de crescimento foram comparadas pelo teste de Scott-Knott (p ≤ 0.05), utilizando o programa SISVAR (versão 5.6). Foram observadas variações significativas no crescimento micelial de Thielaviopsis sp. nos diferentes meios de cultura e regimes de luminosidade testados, o fungo apresentou maior crescimento micelial quando foi cultivado em regime de luz alternada e o meio V8 induziu maior crescimento micelial do patógeno.
Thesagro: Fungo
Paricá
Schizolobium Amazonicum.
Data Created: 2018-01-17
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
anaistcompletosimposio2017volume21.pdf779,91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace