Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1086538
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: SIMÃO, E. de P.
RESENDE, A. V. de
GONTIJO NETO, M. M.
BORGHI, E.
MARTINS, D. C.
VANIN, A.
Additional Information: Eduardo de Paula Simão, Universidade Federal de São João Del Rei; ALVARO VILELA DE RESENDE, CNPMS; MIGUEL MARQUES GONTIJO NETO, CNPMS; EMERSON BORGHI, CNPMS; Denise Carvalho Martins, Universidade Federal de Viçosa; Álisson Vanin, Pesquisador da COMIGO.
Title: Demanda de nutrientes pelo milho safrinha em função da época de semeadura e adubação.
Publisher: Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 16, n. 3, p. 481-494, 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Sucessão de cultura
Requerimento nutricional
Description: No Brasil Central, a produtividade e a demanda nutricional do milho em sucessão à soja cultivada no verão são dependentes das condições climáticas ao longo do ciclo. Sendo assim, objetivou-se com esse trabalho quantificar a extração e exportação de nutrientes pelo milho, em função da época de semeadura e da adubação fornecida na safrinha de 2014, em Rio Verde-GO. Em cada época de semeadura (29/01/2014 e 25/02/2014) foi conduzido um experimento em delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições, num esquema fatorial 4x2, sendo quatro adubações de semeadura (00-00-00, 00-50-50, 25-50-50 e 50-50-50 kg ha-1 de N-P2O5-K2O), com ou sem adubação nitrogenada em cobertura (0 ou 50 kg ha-1 de N). Ao final do ciclo, foram avaliados o rendimento de grãos e o acúmulo de nutrientes nos componentes da parte aérea. Foram determinadas a extração e a exportação de nutrientes. O desenvolvimento e a extração de nutrientes pelo milho safrinha são influenciados pela época de cultivo, assim como pela adubação nitrogenada em cobertura, sem, contudo, ser afetados pela adubação NPK realizada na semeadura. Há maior produção de biomassa seca e produtividade de grãos com a semeadura em janeiro em comparação a fevereiro. O cultivo na primeira época e o nitrogênio em cobertura resultam em maior extração da maioria dos nutrientes, sem necessariamente implicar maiores taxas de exportação com a colheita dos grãos. Em média, a exportação por tonelada de grãos produzida foi de 14,2; 1,5; 2,8; 0,07; 0,7 e 1,0 kg de N, P, K, Ca, Mg e S; e de 2; 12; 4 e 16 g de Cu, Fe, Mn e Zn, respectivamente. Esses valores implicam doses relativamente baixas de fertilizantes na adubação de manutenção para repor a exportação na colheita do milho safrinha.
Thesagro: Zea mays
Extração
Importação
Data Created: 2018-01-29
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Demandanutrientes.pdf472,43 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace