Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095111
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Issue Date: 2018
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CAMARGO JÚNIOR, A. A.
GALDINO, S.
QUARTAROLI, C. F.
TOSTO, S. G.
EDWIRGES, T. R.
Additional Information: ADALGISO ALVES CAMARGO JÚNIOR, BOLSISTA CNPM; SERGIO GALDINO, CNPM; CARLOS FERNANDO QUARTAROLI, CNPM; SERGIO GOMES TOSTO, CNPM; TAMIRES REGINA EDWIRGES, BOLSISTA CNPM.
Title: Alterações no uso e cobertura das terras no município de União Paulista, estado de São Paulo.
Publisher: In: CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 12., 2018, Campinas. Anais... Campinas: Instituto Agronômico (IAC), 2018.
Pages: 12 p.
Language: pt_BR
Description: Alterações no uso e cobertura das terras foram investigadas pelo cruzamento de mapas de uso e cobertura das terras dos anos de 2006 e 2016 do município de União Paulista (SP), incluído na área de estudo do projeto GeoHevea, projeto de pesquisa que visa avaliar a sustentabilidade, competitividade e valoração de serviços ecossistêmicos da heveicultura. Os mapas foram elaborados para esse fim por meio da interpretação de imagens de satélite e de dados de campo. As áreas alteradas foram mapeadas, identificadas e quantificadas. O cultivo da cana-de-açúcar foi a principal forma de uso das terras nos anos estudados e apresentou percentuais superiores a 43% da área do município. Áreas com uso e cobertura inalterado na comparação entre os dois anos totalizaram 79,2% da área do município. Em 2016, os pastos e as seringueiras ocupavam, respectivamente, 17,57% e 6,73% da área municipal. Áreas com vegetação natural totalizavam 15,25% da área do município em 2016, percentual ligeiramente superior ao apresentado em 2006. Áreas de pasto sofreram redução de 46,35% entre 2006 e 2016, substituídas sobretudo pela cana-de-açúcar, cuja área cultivada apresentou crescimento de 30,58% no período. O percentual ocupado pelas seringueiras permaneceu praticamente constante no período, porém 24% das áreas com seringueira em 2006 foram substituídas por outras formas de uso em 2016, substituições compensadas pela expansão da heveicultura em outras áreas. Ainda foram observadas no município pequenas áreas com culturas anuais, eucalipto e citros, que, somadas, totalizaram área inferior a 2% da área municipal.
Thesagro: Cana de Açúcar
Heveicultura
Pastagem
Seringueira
Sistema de Informação Geográfica
Year: 2018-09-05
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4967.pdf1,11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace