Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095369
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorREIS, D. P. dos
dc.contributor.authorFONSECA, L. M. F. da
dc.contributor.authorRAMOS, T. C. D'A. de A.
dc.contributor.authorOLIVEIRA-PAIVA, C. A.
dc.contributor.authorGUIMARAES, L. J. M.
dc.contributor.authorMARRIEL, I. E.
dc.contributor.otherDENISE PACHECO DOS REIS, Bolsista
dc.contributor.otherLÍVIA MARIA FERRAZ DA FONSECA, Bolsistapt_BR
dc.contributor.otherTALITA COELI D'ANGELIS DE APARECIDA RAMOS, Bolsistapt_BR
dc.contributor.otherLAURO JOSE MOREIRA GUIMARAES, CNPMSpt_BR
dc.contributor.otherCHRISTIANE ABREU DE OLIVEIRA PAIVA, CNPMSpt_BR
dc.contributor.otherIVANILDO EVODIO MARRIEL, CNPMS.pt_BR
dc.date.accessioned2018-09-12T00:33:30Z-
dc.date.available2018-09-12T00:33:30Z-
dc.date.created2018-09-11
dc.date.issued2018
dc.identifier.isbn978-85-93243-66-0
dc.identifier.other28307
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095369-
dc.descriptionO inoculante a base de bactérias diazotróficas do gênero Azospirillum tem sido utilizado na cultura do milho como alternativa para economia de nitrogênio e redução de custos da produção agrícola. Por este motivo, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes métodos de aplicação de inoculante com Azospirillum brasilense sobre o perfil metabólico da comunidade microbiana da rizosfera de plantas de milho. Foram testados os seguintes tratamentos: sete métodos de aplicação de inoculante (no sulco; semente; via foliar aos 10 dias após a germinação (DAG); sulco + via foliar 20 DAG; semente + via foliar aos 20 DAG; via foliar aos 10DAG e 20DAG; e sem inoculante) e três doses de Nitrogênio (N) em cobertura (0, 40 e 80 kg.ha-1 N). Amostras de solo rizosférico foram coletadas no estágio de florescimento, e a diversidade metabólica foi medida através de microplacas com 31 substratos de carbono (Biolog Ecoplate). Os resultados obtidos mostram efeitos significativos para métodos de aplicação de inoculante e dose de N aplicada. Também foram verificadas diferenças na utilização de grupos de carbono e preferências por fontes, indicando que padrão de utilização de fontes de carbono é afetado pela dose de N usada e pelo método de aplicação de inoculantes contendo Azospirillum. Dois grupos de substratos apresentaram-se mais utilizados preferencialmente na rizosfera de plantas de milho, independente da inoculação, a saber: carboidratos e ácidos carboxílicos, e tiveram como fontes de carbono d-celobiose, d-lactose, arginina, asparagina, teorina, ácido pirúvico e glicerolfosfato.
dc.description.uribitstream/item/182681/1/Diversidade-metabolica.pdfpt_BR
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherIn: ELEMENTOS da natureza e propriedades do solo. Ponta Grossa: Atena Editora, 2018. v. 2, cap. 19, p. 191-199.
dc.relation.ispartofEmbrapa Milho e Sorgo - Capítulo em livro científico (ALICE)
dc.titleDiversidade metabólica da comunidade bacteriana da rizosfera de plantas de milho inoculadas com Azospirillum sp.
dc.typeCapítulo em livro científico (ALICE)
dc.date.updated2019-02-27T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroBiofertilizante
dc.subject.thesagroProdução Agrícola
dc.ainfo.id1095369
dc.ainfo.lastupdate2020-11-06 -02:00:00
dc.identifier.doi10.22533/at.ed.660182302
Appears in Collections:Capítulo em livro científico (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diversidademetabolica.pdf458,68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace