Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1095884
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Acre - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LANZA, T. R.
MING, Lin Chau
HAVERROTH, M.
FERREIRA, A. B.
Additional Information: Tomaz Ribeiro Lanza, Universidade Estadual Paulista (UNESP); Lin Chau Ming, Universidade Estadual Paulista (UNESP); MOACIR HAVERROTH, CPAF-AC; Almecina Balbino Ferreira, Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Title: Plantas alimentícias da Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda, Acre, Brasil.
Publisher: Cadernos de Agroecologia, Porto Alegre, v. 13, n. 1, p. 1-7, Jul. 2018.
Language: pt_BR
Notes: Edição dos anais do VI Congresso Latino-Americano (CLAA), X Congresso Brasileiro (CBA), V Seminário do DF e Entorno (SEMDF), 12-15 setembro de 2017, Brasília, DF.
Keywords: Conhecimento tradicional
Conocimiento tradicional
Comunidade indígena
Nutrición humana
Pueblos indígenas
Terra Indígena Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO)
Feijó (AC)
Acre
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Amazonia Occidental
Description: A grande diversidade de plantas atualmente conhecidas e utilizadas pelo homem é resultante da co-evolução ocorrida durante milênios entre as populações nativas e as diferentes formas com que estas a utilizaram. Este estudo tem como objetivo principal proporcionar a valorização e a preservação desse conhecimento sobre as plantas alimentícias que foram, ao longo do tempo, acumuladas, selecionadas e utilizadas por inúmeras gerações indígenas. A pesquisa foi realizada na TI Kaxinawá de Nova Olinda (TIKNO), situada no Bioma Amazônico, município de Feijó, Acre, Brasil. Destaca-se a importância do presente estudo para a agroecologia, visto que as práticas de manejo e plantas alimentícias cultivadas e não cultivadas por essa comunidade representam um patrimônio dessas populações, e podem fornecer subsídio para inúmeras pesquisas e trabalhos na região amazônica e no Brasil. A pesquisa foi realizada no ano de 2016, sendo o estudo sobre as plantas cultivadas feito através de entrevistas semiestruturadas e visitas in loco nas áreas produtivas, e o estudo de plantas alimentícias não convencionais (PANC's) através de listagem livre e turnê guiada com diferentes representantes indígenas. Até o presente momento foram identificadas 29 culturas agrícolas distribuidas em 21 famílias botânicas, representadas por 111 variedades. Também foram identificadas 44 espécies de PANC's, distribuídas em 36 gêneros pertencentes a 20 famílias botânicas, com destaque às famílias Arecaceae, Malvaceae e Moraceae, que representam 47% das espécies encontradas. A elevada diversidade de plantas alimenticias observadas na TIKNO mostra a riqueza genética e cultural deste povo, e contribuem para a segurança alimentar da comunidade, garantindo a preservação cultural do conhecimento associado. Palavras-chave: etnobotânica; amazônia; agrobiodiversidade; PANC's. The great diversity of plants currently known and used by man is the result of the co evolution that has occurred during millennia between the native populations and the different ways in which they have used it. The main objective of this study is to valorise and preserve of food plants that have been accumulated, selected and used over many indigenous generations over time. The research was carried out at TI Kaxinawá of Nova Olinda (TIKNO), located in the Amazon Biome, municipality of Feijó, Acre, Brazil. The importance of the present study for agroecology is emphasized, since the management practices and food plants cultivated and not cultivated by this community represent a patrimony of these populations, and can provide subsidy for numerous researches and works in the Amazon region and in Brazil. The research was carried out in 2016, with the study of cultivated plants done through semi-structured interviews and on-site visits in the productive areas, and the study of non-conventional food plants (PANC's) through free listing and guided tour with different representatives Indigenous peoples. To date, 29 agricultural crops have been identified in 21 botanical families, represented by 111 varieties. Also identified were 44 species of PANC's, distributed in 36 genera belonging to 20 botanical families, with emphasis on the families Arecaceae, Malvaceae and Moraceae, representing 47% of the species found. The high diversity of food plants observed at TIKNO shows the genetic and cultural richness of these people and contribute to the food security of the community, guaranteeing the cultural preservation of associated knowledge.
Thesagro: Agricultura de Subsistência
Nutrição Humana
NAL Thesaurus: Indigenous knowledge
Indigenous peoples
Human nutrition
Data Created: 2018-09-17
ISSN: 2236-7934
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAF-AC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
26683.pdf467,97 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace