Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1100849
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCUSTODIO, D. de O.
dc.contributor.authorPINTO, D. M.
dc.contributor.authorVICTORIA, D. de C.
dc.contributor.authorDRUCKER, D. P.
dc.contributor.authorFIDALGO, E. C. C.
dc.contributor.authorDOMPIERI, M. H. G.
dc.contributor.authorSIMÕES, M.
dc.date.accessioned2018-12-06T23:34:36Z-
dc.date.available2018-12-06T23:34:36Z-
dc.date.created2018-12-06
dc.date.issued2018
dc.identifier.citationIn: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFRAESTRUTURA DE DADOS ESPACIAIS, 1., 2018 2018, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: IBGE, 2018.
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1100849-
dc.descriptionA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é referência em pesquisa agropecuária no Brasil e no mundo. Ao longo de 45 anos, seus projetos de pesquisa e inovação tem demandado e gerado uma massiva base de informações geoespaciais. Os desafios inerentes à gestão dessas bases estão relacionados não somente ao volume, mas também à velocidade com que os dados transitam pelos diversos sistemas e à heterogeneidade dos formatos e tipos de informações, dotadas do atributo espacial (latitude e longitude no sistema geodésico) A Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), instituída no Brasil através do Decreto n. 6.666/08, impulsionou a Embrapa a encontrar ferramentas e soluções de Tecnologia da Informação (TI) que pudessem viabilizar a organização e publicação das referidas bases de informações geoespaciais. Um projeto piloto que incluiu pontos focais de 12 das 42 Unidades da empresa, foi responsável por definir, testar, adaptar e implantar um conjunto de ferramentas de código aberto para compor a Infraestrutura de Dados Espaciais da Embrapa (IDE-Embrapa), intitulada de ?GeoInfo - Infraestrutura de Dados Espaciais da Embrapa?. Essa implementação considerou inúmeras soluções Open Source, tendo em vista não somente as diretrizes estabelecidas pela INDE, mas também o contexto institucional da Embrapa. Por se tratar de uma empresa com unidades descentralizadas que apresentam distintas culturas organizacionais quanto aos aspectos de produção, organização, armazenamento, recursos computacionais, preservação e compartilhamento de dados espaciais, torna-se necessária uma maior flexibilidade e robustez tecnológica para uma IDE. Fez-se necessário estruturar uma arquitetura tecnológica que permitisse acolher diferentes realidades em termos de infraestrutura disponível, bem como de demandas para uso e disponibilização da geoinformação. Criou-se uma ?nuvem? de servidores virtuais, com áreas de gestão exclusivas para cada unidade, centralizando e otimizando a manutenção do ambiente computacional de hardware e software. Outra opção adotada foi a implantação local da infraestrutura, garantindo que demandas específicas, como por exemplo o upload de grande quantidade de dados de imagens de satélite (rasters), acontecessem localmente, ao invés de trafega-las pela Internet. Customizado a partir do GeoNode (geonode.org), o GeoInfo é composto por um banco de dados espacial (PostGIS), servidores de mapas (Geoserver) e de metadados (PyCSW), permitindo a inserção de dados geoespaciais e sua descrição, por meio do formulário de metadados, de acordo com as especificações do padrão ISO 19115:2003. O conjunto de ferramentas adotado assegura a gestão e intercâmbio de dados e metadados espaciais no GeoInfo em consonância com os padrões estabelecidos pela OGC < http://www.opengeospatial.org/> e pela Inde. A plataforma GeoInfo está em uso desde 2015 por 12 Unidades da Embrapa e em abril de 2018 foi lançada à sociedade através do endereço: <embrapa.br/geoinfo >, onde estão centralizados os dados espaciais gerados pelas 12 Unidades e descritos de acordo com as diretrizes estabelecidas pela INDE. Para sua recuperação, foi implementado um agregador de metadados com a ferramenta GeoNetwork, que também faz a ligação do GeoInfo com a INDE. A arquitetura e os esforços de TI empreendidos na construção do GeoInfo atendem a todas as especificidades e orientações apresentadas no Decreto Lei 6.666/08 e no Plano de ação para implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (BRASIL, 2010).
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectGeonode
dc.subjectGeoinfo
dc.subjectGeonetwork
dc.titleO uso de ferramentas open source para compor uma IDE (Infraestrutura de Dados Espaciais) na Embrapa.
dc.typeResumo em anais e proceedings
dc.date.updated2019-04-26T11:11:11Zpt_BR
dc.format.extent2p. 47-48.
riaa.ainfo.id1100849
riaa.ainfo.lastupdate2019-04-26 -03:00:00
dc.contributor.institutionDAVI DE OLIVEIRA CUSTODIO, CNPM; DANIELA MACIEL PINTO, CNPM; DANIEL DE CASTRO VICTORIA, CNPTIA; DEBORA PIGNATARI DRUCKER, CNPTIA; ELAINE CRISTINA CARDOSO FIDALGO, CNPS; MARCIA HELENA GALINA DOMPIERI, CNPM; MARGARETH GONCALVES SIMOES, CNPS.
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4988.pdf115,08 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace