Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1101533
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agroindústria Tropical - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 2014
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: MELO, J. G. M.
Additional Information: JOSÉ GLAUBER MOREIRA MELO, Universidade Federal do Ceará.
Title: Análise molecular e proteômica de lasiodiplodia spp. associado a fruteiras tropicais.
Publisher: 2014
Pages: 88 p.
Language: pt_BR
Notes: Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. Orientador: José Emilson Cardoso
Description: Lasiodiplodia theobromae é um fungo fitopatogénico responsável por inúmeras doenças em variadas plantas é um fungo tipicamente de regiões tropicais e subtropicais. A resinose, causada por este fungo ataca diversas árvores tropicais, dentre as quais, o mamoeiro, mangueira, Spondias sp., coqueiro, cajueiro, entre tantas outras. No cajueiro é considerada a principal doença nas condições semiáridas. O seu controle é basicamente genético, realizado com o plantio de variedades resistentes. Para a realização do melhoramento, torna-se imprescindível o conhecimento das características do patógeno. O conhecimento disponível da variabilidade genética de L. theobromae é restrito, requerendo esforços para ampliá-lo, de forma que se possa usar deste conhecimento para o uso no melhoramento genético visando a resistência a este patógeno. Levando-se em conta ainda que um gene pode codificar mais de uma proteína, ou ainda proteínas diferentes funcionarem de forma semelhante, amplia-se ainda mais a perspectiva de estudo da resistência de plantas à infecção, por meio da identificação de marcadores proteicos, visto que as proteínas estão envolvidas diretamente nos principais eventos celulares e os estudos genômicos possuem limitações no que concerne à expressão e funcionalidade das proteínas codificadas por determinado gene de interesse. Assim, o objetivo desse estudo foi realizar um estudo populacional de L. theobromae usando marcadores moleculares, e uma análise proteômica diferencial do fungo entre isolados mais e menos agressivos, visando identificar proteínas responsáveis por esta característica. Para a caracterização molecular, extraiu-se o DNA de 106 isolados a partir do micélio do fungo crescido em meio líquido. Cada amostra foi submetida à reação de polimerase em cadeia (PCR) com 15 pares de iniciadores específicos para essa espécie, além de um par de primer da região ITS e outro da região EF-1α. Os produtos amplificados foram observados em gel de eletroforese corados com brometo de etídio, e os dados tabulados em planilha binária e analisados pelo método de agrupamento não balanceado baseado na média aritmética (UPGMA), utilizando o programa MVSP. As similaridades genéticas foram estimadas pelo coeficiente de Jaccard. Os resultados indicaram uma grande variabilidade genética da população avaliada. O estudo proteômico foi realizado visando às diferenças qualitativas, ou seja, na presença/ausência de um spot em relação ao grupo antagônico. Para tal, utilizou-se dois isolados do mesmo fungo, diferenciando-se quanto a sua agressividade, em que um era altamente agressivo, enquanto o outro apresentava uma menor agressividade quando inoculados em mudas de cajueiro. Quando o perfil eletroforético foi analisado, foram evidenciados 96 spots diferencialmente expressos. Através da LC-ESI-Q-TOF MS/MS, foram identificadas 84 proteínas apresentando as mais diversas funções celulares. Através desse trabalho, foi possível a caracterização preliminar do perfil proteico deste fungo, obtendo-se alguns indícios nos mecanismos envolvidos na sua agressividade. Este é o primeiro estudo buscando conhecer as proteínas responsáveis pela agressividade de L. theobromae.
Thesagro: Resinose
NAL Thesaurus: Gummosis
Proteomics
Botryosphaeriaceae
Data Created: 2018-12-14
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPAT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese2014.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace