Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1101948
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorALFAIA, J. P. de
dc.contributor.otherJOSIANE PACHECO DE ALFAIA, Universidade Federal do Ceará.
dc.date.accessioned2018-12-20T23:41:35Z-
dc.date.available2018-12-20T23:41:35Z-
dc.date.created2018-12-18
dc.date.issued2018
dc.identifier.other15800
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1101948-
dc.descriptionA mosca-branca-do-cajueiro, Aleurodicus cocois (Curtis 1846), é considerada uma das principais pragas do cajueiro contudo não há produtos registrados para seu controle. Uma possível alternativa do seu controle é a utilização de ácaros predadores da família Phytoseiidae, como agentes de controle. Em países da Europa e na América do Norte, os fitoseídeos Amblydromalus limonicus (Graman & McGregor), Amblyseius swirskii (Athias Henriot) (Acari: Phytoseidae) e Euseius gallicus (Kreiter & Tixier) (Acari: Phytoseidae) tem sido utilizados contra uma outra espécie de mosca-branca, a Bemisia tabaci (Gnnadius) (Hemiptera: Aleyrodidae). Contudo, o potencial de ácaros predadores contra a mosca-branca- do-cajueiro ainda não foi avaliado. O cajueiro apresenta uma acarofauna ainda pouco explorada, no entanto é sabido que algumas espécies de ácaros predadores da família Phytoseiidae ocorrem naturalmente sobre folhas do cajueiro, e algumas destas espécies podem ser eficientes no controle da mosca-branca-do-cajueiro. A utilização de ácaros predadores poderia compor uma das ferramentas do manejo integrado desta praga, quer seja através da conservação ou liberações desses organismos. Este trabalho teve por objetivo avaliar o potencial de predação, desenvolvimento e reprodução de Amblyseius largoensis e Euseius concordis sobre Aleurodicus cocois, através de experimentos de resposta funcional e biologia. Os ácaros foram avaliados em laboratório sob temperatura de 25 ± 1 °C, Umidade Relativa a 70 ± 10% e fotoperíodo de 12 h, alimentados com ovos de mosca-branca-gigante coletados de folhas de cajueiro infestadas naturalmente. Os ácaros testados apresentaram potencial para o controle biológico da mosca-branca-gigante, especialmente em baixas densidades da praga.Os ovos de mosca-branca-gigante proporcionaram o desenvolvimento das duas espécies testadas. Porém o alimento não favoreceu a reprodução de Euseius concordis. Dessa forma, Amblyseius largoensis é a espécie mais promissora para o controle da mosca-branca-gigante.
dc.description.uribitstream/item/188801/1/Dissertacao-Josiane.pdfpt_BR
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisher2018
dc.relation.ispartofEmbrapa Agroindústria Tropical - Tese/dissertação (ALICE)
dc.titleÁcaros predadores da família Phytoseiidae como potenciais agentes de controle da mosca-branca-do cajueiro.
dc.typeTese/dissertação (ALICE)
dc.date.updated2019-01-30T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroAleurodicus Cocois
dc.subject.thesagroAnacardium Occidentale
dc.subject.thesagroControle Biológico
dc.subject.nalthesaurusBiological control
dc.subject.nalthesaurusPhytoseiidae
dc.description.notesDissertação (Mestrado em Agronomia/Fitotecnia( - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. Orientador: José Wagner S. Melo. Coorientadora: Nívia da Silva Dias Pini
dc.format.extent263 p.
dc.ainfo.id1101948
dc.ainfo.lastupdate2019-01-30 -02:00:00
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPAT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DissertacaoJosiane.pdf819,9 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace