Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102031
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Issue Date: 2018
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: ARAÚJO, A. L. de S.
ANGELOTTI, F.
REGO, M. T. C.
BARROZ, J. R. A.
RIBEIRO JUNIOR, P. M.
Additional Information: ANA LAÍLA DE SOUZA ARAÚJO; FRANCISLENE ANGELOTTI, CPATSA; MAYDARA THAYLLA CAVALCANTI RÊGO; JULIANE RAFAELE ALVES BARROS; PEDRO MARTINS RIBEIRO JUNIOR, CPATSA.
Title: Impacto do aumento da temperatura na severidade do oidio do meloeiro Pele de Sapo.
Publisher: In: JORNADA DE INTEGRAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 3., 2018, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2018.
Pages: p. 97-102.
Series/Report no.: (Embrapa Semiárido. Documentos, 284).
Language: pt_BR
Keywords: Variedade Pele de Sapo
Podosphaera xanthii
Description: No Nordeste, o oídio é considerado uma das principais doenças que afetam a cultura do meloeiro (Cucumis melo L.), podendo interferir negativamente na produtividade e na qualidade dos frutos. O objetivo do estudo foi avaliar o impacto das alterações da temperatura sobre a severidade dessa doença no meloeiro da variedade Pele de Sapo, cultivar Sancho. O experimento foi realizado em incubadoras BOD (Biochemical Oxygen Demand) no período de 1 a 30 de setembro de 2017. Folhas de meloeiro foram cortadas na base do pecíolo, sendo as mesmas envolvidas por algodão embebido em água destilada. As folhas foram pulverizadas com uma suspensão de conídios do fungo e acondicionadas em bandejas de polietileno contendo papel toalha umedecido com água destilada e cobertas com fi lme de PVC. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com quatro repetições. O primeiro experimento foi conduzido nas temperaturas de 15 °C, 20 °C, 25 °C, 30 °C, 35 °C e 40 °C para determinar a temperatura ótima para a infecção do fungo. No segundo experimento, avaliou-se o aumento de 1,7 °C; 2,6 °C; 3,1 °C e 5 °C sobre a temperatura ótima. Constatou que as temperaturas de 20-25 °C favorecem a severidade do oídio do meloeiro, com redução do período de incubação. As temperaturas acima de 25 °C promovem redução na severidade da doença e a partir de 30 °C as folhas não apresentam sintomas da mesma.
Thesagro: Melão
Doença
Oídio
Cucumis Melo
Mudança Climática
NAL Thesaurus: Melons
Year: 2018-12-19
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana.pdf192,76 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace