Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1102147
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: TELEGISNKI, F.
ZUFFELATO-RIBAS, K. C.
KOEHLER, H. S.
DEGENHARDT-GOLDBACH, J.
TELEGISNKI, E.
Additional Information: Francielli Teleginski, UFPR; Katia Christina Zuffellato-Ribas, UFPR; Henrique Soares Koehler, UFPR; JULIANA DEGENHARDT GOLDBACH, CNPF; Evandro Teleginski, Mestrando da Universidade Estadual do Centro Oeste.
Title: Resgate vegetativo de Campomanesia xanthocarpa Mart. ex O. Berg por alporquia.
Publisher: Ciência Florestal, Santa Maria, v. 28, n. 2, p. 820-826, abr./jun. 2018.
Language: pt_BR
Keywords: Propagação clonal
Indolebutyric acid
Clonal propagation
Description: A guabiroba (Campomanesia xanthocarpa) é uma espécie arbórea nativa do Brasil e tem sua distribuição de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, ocorrendo também na Argentina (Misiones), Paraguai e Bolívia. Pode ser usada em paisagismo, pomares domésticos ou para repovoar áreas de proteção ambiental. Seu fruto é bastante apreciado para a produção de sucos, geleias, sorvetes, licores, ou mesmo para consumo in natura. No entanto, existem poucas informações sobre a sua propagação vegetativa. Este trabalho teve por objetivo avaliar o emprego da alporquia como técnica de resgate vegetativo de Campomanesia xanthocarpa. Foram utilizadas 10 plantas-matrizes de Campomanesia xanthocarpa, das quais, ramos jovens, com circunferência entre 3 e 5 cm, foram selecionados para retirada de um anel de casca de aproximadamente 2,0 cm de largura com o auxílio de um estilete a distâncias aproximadas de 30 cm acima da inserção dos ramos no caule. Em cada ferimento foram adicionadas diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB) (0, 500, 1000 e 2000 mg Kg-1AIB) veiculadas em pasta de vaselina. Em seguida, a região foi envolvida com substrato vermiculita e plástico transparente. Após um ano da confecção dos alporques, foram avaliados: a taxa de sobrevivência, o percentual de calejamento, o percentual de enraizamento e o número de raízes por alporque. A técnica de alporquia em Campomanesia xanthocarpa, utilizando o regulador vegetal AIB não foi eficiente, pois não promoveu o enraizamento dos ramos.
Thesagro: Guabiroba
Myrtaceae
Enraizamento
Ácido Indolbutírico
Espécie Nativa
NAL Thesaurus: Campomanesia xanthocarpa
Rooting
Data Created: 2018-12-20
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018JulianaCFResgate.pdf375,96 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace