Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1103510
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: LIRA, A. C.
MASCARIN, G. M.
DELALIBERA JUNIOR, I.
Additional Information: Aline C. Lira, Departamento de Entomologia e Acarologia, ESALQ/USP; GABRIEL MOURA MASCARIN, CNPMA; ITALO DELALIBERA JUNIOR, Departamento de Entomologia e Acarologia ESALQ/USP.
Title: Produção de microescleródios de Metarhizium spp. (Hypocreales: Clavicipitaceae) por fermentação com duas fontes de nitrogênio.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 27.; CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE ENTOMOLOGIA, 10., 2018, Gramado. Saúde, ambiente e agricultura: anais... Gramado, DF: SEB: UFSM, 2018.
Pages: p. 314.
Language: pt_BR
Keywords: Entomopatogênico
Meio líquido
Description: É fundamental a utilização do meio de cultura ideal para a produção de microescleródios de Metarhizium spp. (Hypocreales: Clavicipitaceae). O presente trabalho teve por objetivo avaliar a concentração de microescleródios produzidos por M. anisopliae isolado ESALQ1617 e Metarhizium sp. indeterminada 1 isolado ESALQ1638 em meios de cultura desenvolvidos por Jaronski & Jackson (2012). Os isolados foram submetidos a sete combinações de meios: 4, 5 e 6 com extrato de levedura ou caseína hidrolisada em proporções de 45, 15 e 9 g L-1, respectivamente. Foi utilizado também o meio 6 contendo 6,34 g de extrato de levedura, conhecido na literatura por promover formação de microescleródios. Os meios utilizados e respectivas relações carbono e nitrogênio (C:N) foram: meio 4 (10:1), meio 5 (30:1) e meio 6 (50:1). Foram utilizados dois frascos de 250 mL com três defletores na base para cada isolado fúngico, contendo 45 mL de meio. Após a inoculação de 5 mL de uma suspensão de conídios de 5x106 conídios mL-1 os frascos permaneceram incubados em mesa agitadora orbital a 28 ± 2 °C, 300 rpm durante 4 dias. Obteve-se concentrações máximas de 1,5x103 e 4,7x103 de microescleródios mL-1 após 4 dias no meio 4 dos isolados ESALQ1617 e ESALQ1638, respectivamente. Produção em meio 5 de 1,25x102 e 5x102 microescleródios mL-1 foi observada para os isolados ESALQ1617 e ESALQ 1638, respectivamente. Nos demais meios somente foi observado formação de aglomerados de hifas. A fonte de nitrogênio utilizada no meio 4 influenciou a produção de microescleródios, a concentração foi de 6,2x102 e 4,7x103 microescleródios mL-1 do isolado ES-ALQ1638 contendo caseína hidrolisada e extrato de levedura, respectivamente. Produção de microescleródios em meio 4 contendo extrato de levedura foi 3 vezes maior na espécie indeterminada de Metarhizium que em M. anisopliae. Portanto, o meio 4 com extrato de levedura é o mais adequado à formação de microescleródios dos 2 isolados de Metarhizium em estudo.
Thesagro: Controle Biológico
Data Created: 2019-01-10
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAMascarinGMXXVIICBEXCLAE2018p314.pdf84,21 kBAdobe PDFView/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace