Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1104044
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrossilvipastoril - Capítulo em livro científico (ALICE)
Date Issued: 2019
Type of Material: Capítulo em livro científico (ALICE)
Authors: BOTELHO, S. de C. C.
RONCATTO, G.
BOTELHO, F. M.
WOBETO, C.
Additional Information: SILVIA DE CARVALHO CAMPOS BOTELHO, CPAMT
GIVANILDO RONCATTO, CPAMT
FERNANDO MENDES BOTELHO, UFMT, Sinop, MT
CARMEN WOBETO, UFMT, Sinop, MT.
Title: Pós-colheita de maracujás no estado de Mato Grosso.
Publisher: In: FARIAS NETO, A. L. de; NASCIMENTO, A. F. do; ROSSONI, A. L.; MAGALHÃES, C. A. de S.; ITUASSU, D. R.; HOOGERHEIDE, E. S. S.; IKEDA, F. S.; FERNANDES JUNIOR, F.; FARIA, G. R.; ISERNHAGEN, I.; VENDRUSCULO, L. G.; MORALES, M. M.; CARNEVALLI, R. A. (Ed.). Embrapa Agrossilvipastoril: primeiras contribuições para o desenvolvimento de uma agropecuária sustentável. Brasília, DF: Embrapa, 2019. pt. 6, cap. 15, p. 476-480.
Language: pt_BR
Keywords: Maracujazeiro-amarelo
Mato Grosso
FB 300.
Terra Nova do Norte-MT
Caceres-MT
Tangara da Serra-MT
BRS Gigante Amarelo
BRS Sol do Cerrado
BRS Rubi do Cerrado
FB 200
Sinop-MT
Description: O Brasil é o maior produtor mundial de maracujá, sendo o maracujazeiro-amarelo responsável por 95% da produção nacional. Em 2015, a produção nacional do maracujá foi de 694.539 toneladas, sendo a região Nordeste responsável por, aproximadamente, 65% dessa produção. A região Centro-Oeste contribuiu com 3,05%, dando destaque para os estados de Goiás e Mato Grosso que são os maiores produtores. Entretanto, a produtividade média do maracujazeiro encontrada no estado de Mato Grosso, em 2015, foi de 15,35 t ha-1, considerada baixa comparada às produtividades obtidas no Distrito Federal (31,0 t ha-1) e Espírito Santo (24,19 t ha-1) (IBGE, 2018). Um dos fatores responsáveis pela baixa produtividade da cultura do maracujazeiro é a utilização de cultivares inadequadas às condições edafoclimáticas da região de plantio (Junqueira et al., 1999). Além disso, as doenças e as pragas são os principais fatores que ameaçam a expansão e a produtividade dos cultivos do maracujazeiro, provocando prejuízos expressivos e levando os produtores a usarem defensivos agrícolas de forma indiscriminada. Em algumas regiões do país, doenças, como a murcha de fusarium ou fusariose (Fusarium oxysporum f. sp. passiflorae), têm sido limitantes a essa expansão, sendo responsável pela redução de área plantada e pelo caráter itinerante da cultura (Cavichioli et al., 2011). Diante disso, durante os anos de 2012 a 2016 foram instalados três experimentos com maracujazeiro amarelo em Mato Grosso, sendo neste capítulo descritos os principais resultados sobre a qualidade pós-colheita dos frutos.
Thesagro: Maracujá
Pós-Colheita
Data Created: 2019-01-14
Appears in Collections:Capítulo em livro científico (CPAMT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019cpamtagrossilvipastorilpart6cap15poscolheitamaracujamatogrossop476480.pdf409,51 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace