Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1113439
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorNEVES, C. R. de O.pt_BR
dc.contributor.authorLEMOS, O. F. dept_BR
dc.contributor.authorRIBEIRO, A. C. M.pt_BR
dc.contributor.authorCOSTA, T. T. A.pt_BR
dc.contributor.authorPIRES, G. T.pt_BR
dc.contributor.otherCinara Rafaela de Oliveira Neves, GRADUANDO UFRA; ORIEL FILGUEIRA DE LEMOS, CPATU; Ana Carolina Melo Ribeiro, GRADUANDA UFRA; Tinayra Teyller Alves Costa, GRADUANDA UFRA; Gabriela Tavares Pires, GRADUANDA UFRA.pt_BR
dc.date.accessioned2019-10-24T18:14:42Z-
dc.date.available2019-10-24T18:14:42Z-
dc.date.created2019-10-24
dc.date.issued2019
dc.identifier.other55984
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1113439-
dc.descriptionNa tentativa de produzir plantas sadias livres de patógenos e dar apoio ao programa de melhoramento genético da pimenteira-do-reino, a propagação in vitro, a partir de sementes, apresenta-se como forma viável de propagação. O presente trabalho teve como objetivo produzir plantas a partir de um genótipo de cruzamento intraespecífico em condições de cultivo, in vitro em diferentes meios de cultivo. Foram utilizadas sementes do cruzamento intraespecífico de pimenta-do-reino (Bragantina x Clonada). As sementes foram divididas em três grupos de 16 sementes cada e inoculadas em tubos de ensaio contendo 10 mL de diferentes combinações de meio básico de cultura, o primeiro meio (T1), foi composto de meio básico de cultura MS (Murashige; Skoog, 1962) e vitaminas de Write, sacarose a 3%, NaH2PO4 0,17 mL-1, Carvão ativado a 0,2% e phytagel a 0,2%, suplementado com 0,5 mg.L-1 de ambos reguladores de crescimento BAP (6- benzilaminopurina) e ANA (ácido a-naftalenoacético). O segundo meio (T2), foi composto de meio básico de cultura ½ (metade da concentração dos macros e micronutrientes) MS e vitaminas de Write, sacarose a 3%, NaH2PO4 0,17 mg.L-1, Carvão ativado a 0,2% e phytagel a 0,2%, suplementado com 0,5 mg.L-1 tanto de BAP quanto de ANA. O terceiro (T3), foi composto de meio básico de cultura ½ (metade das concentrações dos macros e micronutrientes) MS e vitaminas de Write, sacarose a 3%, NaH2PO4 0,17 mgL-1. O pH do meio de cultura foi ajustado para 5,8, e a autoclavagem foi a 120 °C e 1 atm por 20 minutos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com 3 tratamentos, 1 genótipo híbrido de pimenteira-do-reino e 3 substratos. As sementes mantidas em sala de crescimento sob condições controladas de temperatura (25 ± 3 °C), fotoperíodo de 16 horas, e luminosidade de 3.000 lux. Houve uma variação de formação de plântulas de 25 a 43,75% sem diferenças signiticativas entre os meios de cultura. Portanto, concluiu-se que é possível produzir plântulas do genótipo intraespecífico (Brag x Clon) em qualquer um dos meios de cultivo usados no ensaio.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/203603/1/PIBIC-2019-236-241.pdf
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherIn: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 23., 2019, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2019.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.titleObtenção de plântulas in vitro de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.) a partir de sementes de cruzamento intraespecífico.pt_BR
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2019-10-24T18:14:42Z
dc.subject.thesagroPimenta do Reinopt_BR
dc.subject.thesagroPiper Nigrumpt_BR
dc.subject.thesagroSementept_BR
dc.subject.thesagroPropagação Vegetativapt_BR
dc.subject.thesagroCruzamento Vegetalpt_BR
dc.format.extent2p. 235-240.pt_BR
dc.ainfo.id1113439pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2019-10-24
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PIBIC2019236241.pdf251,38 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace