Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1119450
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRONCATTO, G.pt_BR
dc.contributor.authorWRUCK, D. S. M.pt_BR
dc.contributor.authorBOTELHO, S. de C. C.pt_BR
dc.contributor.authorOLIVEIRA, S. S.pt_BR
dc.contributor.authorROMANO, M. R.pt_BR
dc.contributor.otherGIVANILDO RONCATTO, CPAMT; DULANDULA SILVA MIGUEL WRUCK, CPAMT; SILVIA DE CARVALHO CAMPOS BOTELHO, CPAMT; SUZINEI SILVA OLIVEIRA, CPAMT; MARCELO RIBEIRO ROMANO, CNPMF.pt_BR
dc.date.accessioned2020-01-28T00:38:26Z-
dc.date.available2020-01-28T00:38:26Z-
dc.date.created2020-01-27
dc.date.issued2019
dc.identifier.other1398
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1119450-
dc.descriptionO Brasil é o maior produtor mundial de maracujazeiro, tendo produzido em 2017 cerca 555 mil t em uma área colhida de 41 mil ha com uma produtividade média de 13,5 t/ha. O maracujazeiro se posiciona entre as principais frutíferas cultivadas no país, sendo que o maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Deg.) é a espécie de maior representatividade nos cultivos de Passifloraceas, com 95% da área plantada (IBGE, 2019). Entretanto, esta espécie é suscetível a vários patógenos que sobrevivem no solo, infectando a planta através do sistema radicular. A fusariose é a principal doença e causa a morte prematura de plantas quando associado a outros microrganismos fitopatogênicos (SÃO JOSÉ et al., 1993; RUGGIERO; OLIVEIRA, 1998). O uso comercial do maracujazeiro é definido não apenas pelo processamento de polpa e frutos, mas também pela utilização como ornamental e fitoterápica. O conhecimento do desenvolvimento e características específicas de produção é fundamental para obtenção de maior uniformidade na exploração comercial, possibilitando dessa forma melhor produtividade e elevação da renda do produtor (JUNQUEIRA et al., 2006). Por isso, o objetivo do trabalho foi avaliar parâmetros de crescimento vegetativo das plantas de maracujazeiro-amarelo sobre porta-enxertos de espécies e híbridos interespecíficos de maracujazeiro em Terra Nova do Norte-MT.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/209719/1/2019-cpamt-givanildo-roncatto-crescimento-hibrido-maracujazeiro-porto-enxerto-terra-nova-norte.pdf
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherIn: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 26., 2019, Juazeiro, BA/Petrolina, PE. Fruticultura de precisão: desafios e oportunidades - anais. Petrolina: Embrapa Semiárido: UNIVASF: SBF, 2019. p. 516-519.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Agrossilvipastoril - Artigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.subjectMato Grossopt_BR
dc.subjectTerra Nova do Norte-MTpt_BR
dc.titleAvaliação de crescimento de espécies e híbridos de maracujazeiro porta-enxertos em Terra Nova do Norte-MT.pt_BR
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2020-01-28T00:38:26Z
dc.subject.thesagroMaracujápt_BR
dc.subject.thesagroPorta Enxertopt_BR
dc.format.extent24 p.pt_BR
dc.ainfo.id1119450pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2020-01-27
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAMT)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019cpamtgivanildoroncattocrescimentohibridomaracujazeiroportoenxertoterranovanorte.pdf2,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace