Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1120250
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Agrossilvipastoril - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2019
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: PIZZATTO, M.
ZAMADEI, T.
MIRANDA, S. A. de
SOUZA, A. P. de
ZOLIN, C. A.
Additional Information: MARIANA PIZZATTO, UFMT, Cuiaba-MT; TAMARA ZAMADEI, UFMT, Cuiaba-MT; SONEIZE AUXILIADORA DE MIRANDA, UFMT, Cuiaba-MT; ADILSON PACHECO DE SOUZA, UFMT, Cuiaba-MT; CORNELIO ALBERTO ZOLIN, CPAMT.
Title: Estimativa da radiação fotossinteticamente ativa com base na radiação global na transição cerrado-amazônia.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 21., 2019, Catalão. Anais... Catalão: CBAGRO: UFGO, 2019. p. 197-206.
Language: pt_BR
Notes: CBAGRO 2019.
Keywords: Índice de claridade
Transmissividade atmosférica
Indicativos estatísticos
Mato Grosso
Sinop-MT
Description: O conhecimento dos níveis da radiação fotossinteticamente ativa (PAR) é de extrema importância para aplicações biológicas e agronômicas. O monitoramento desta fração da radiação global (HG) ocorre por meio de sensores que, em geral, apresentam altos custos de aquisição e dificuldades na aferição (calibração). Objetivou-se gerar e validar modelos estatísticos (correlações) para estimativas diárias simplificadas da radiação PAR em função de HG, para diferentes condições de cobertura de céu (índice de claridade ? KT), no município de Sinop-MT (transição Cerrado- Amazônia). As medidas de HG e PAR, entre 08/2013 e 07/2017, foram obtidas da base de dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Agrossilvipastoril. As classes do coeficiente de transmissividade atmosférica (KT) avaliadas foram: KT&#8804;0,35, nublado; 0,35<KT&#8804;0,55, céu parcialmente nublado; 0,55<KT&#8804;0,65, céu parcialmente aberto; e KT>0,65, céu aberto. Para avaliação do desempenho estatístico dos modelos gerados foram empregados os indicativos do erro absoluto médio (MBE), da raiz quadrada do quadrado médio do erro (RMSE) e índices de ajustamento (d). O valor diário médio observado para PAR foi de 7,06 MJ m-2, com mínimo e máximo de 0,72 e 10,78 MJ m-2, respectivamente, com média 37% de HG. As maiores frações PAR/HG ocorreram no período chuvoso, devido às alterações nos processos de absorção e de espalhamento da radiação pelo vapor d?água nas distintas faixas do espectro. Os modelos lineares apresentaram propiciam boas estimativas da PAR, com R² acima de 0,9 e bons indicativos estatísticos. Independentemente da cobertura de céu, ocorreram superestimativas da PAR, com menores desvios para céu nublado e parcialmente nublado.
Data Created: 2020-02-13
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAMT)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace