Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1121209
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2020
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: MIRANDA, B. M.
SILVA, A. R.
FALESI, I. C.
SCHWARTZ, G.
Additional Information: BÁRBARA MAIA MIRANDA, UEPA; ARYSTIDES RESENDE SILVA, CPATU; ÍTALO CLÁUDIO FALESI; GUSTAVO SCHWARTZ, CPATU.
Title: Classificação e caracterização de solos em três diferentes tipos de manejo no Nordeste paraense.
Publisher: In: RIBEIRO, J. C.; SANTOS, C. A. dos (Org.). Competência técnica e responsabilidade social e ambiental nas ciências agrárias. Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2020.
Pages: Cap.1, p. 1-10.
Language: pt_BR
Keywords: Atributos físicoquímicos
Solos paraenses
Description: O estudo pedológico dos solos nos últimos tempos tem apontado à influência de outros fatores de formação no desenvolvimento das propriedades e características dos solos. Diante do exposto, objetivou-se com esse trabalho classificar e caracterizar solos em três sistemas de manejo como o plantio de espécies florestais, floresta secundária e floresta secundária enriquecida com espécies florestais potenciais no Nordeste Paraense, com base nos atributos físico-químicos e na morfologia, afim de ampliar e contribuir para o conhecimento. Assim, foram estudados diferentes perfis dos sistemas de manejo: P1 - Área do Plantio onde foi realizada o plantio de 8 espécies florestais, entre nativas e exóticas, P2 - Área Controle composta por uma capoeira de floresta secundária e P3 - Área Manejo composta por uma capoeira de floresta secundária onde foi realizada abertura de clareiras e enriquecimento com espécies potenciais. Os perfis foram caracterizados morfologicamente e os horizontes foram analisados quanto as características químicas e físicas. Os solos descritos expressaram domínio da estrutura variando de areia a franco-argilo arenosa com a profundidade dos horizontes. O pH em H2O foi aproximadamente entre 4,2 e 5,0. Os valores expressos de CTC foi de 2,3 cmolc kg-1 no P2 a 5,0 cmolc kg-1 no P3, com predomínio de íons de hidrogênio e alumínio, sendo considerados cátions tóxicos. Quanto às características químicas, os solos foram constatados como distróficos com baixa saturação de base. Por meio do estudo, verificou-se discreta a influência dos sistemas de manejo na formação dos solos analisados.
Thesagro: Pedologia
Floresta Secundaria
Granulometria
Data Created: 2020-03-12
ISBN: 978-85-7247-942-4
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
document6.2.pdf11,58 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace