Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1121329
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2018
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: BARROSO, D. F. R.
FIGUEIREDO, R. de O.
PIRES, C. da S.
COSTA, F. F.
GERHARD, P.
Additional Information: DANIEL FERNANDES RODRIGUES BARROSO, Instituto Federal do Maranhão; RICARDO DE OLIVEIRA FIGUEIREDO, CNPMA; CAMILA DA SILVA PIRES, UENF; FABIOLA FERNANDES COSTA, UFPA; PEDRO GERHARD, IB-USP.
Title: Fluxos hidrogeoquímicos em águas fluviais de microbacias sob diferentes sistemas agropecuários na Amazônia Oriental.
Publisher: Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v. 9, n. 3, fev./mar. 2018.
Language: pt_BR
Keywords: Fluxo hidrogeoquímico
Águas fluviais
Sistemas agropecuários
Description: Resumo: Este artigo apresenta a influência dos sistemas agropecuários sobre os fluxos hidrogeoquímicos em águas fluviais de dezoito microbacias sob diferentes usos da terra na Amazônia Oriental. O Nordeste Paraense é uma das mais antigas áreas de colonização agrícola da Amazônia Oriental e sua paisagem é marcada pela presença de sistemas agropecuários, especialmente uma agricultura subsistência de base familiar, amplas pastagens e mais recentemente, a monocultura de dendezeiro. Além disso, a paisagem é marcada ainda por florestas secundárias em estágios de sucessão variados e uns poucos fragmentos de floresta primária, geralmente localizados próximos às margens de riachos e rios. O estudo foi conduzido em nove microbacias localizadas nos municípios de Marapanim, Igarapé-açu e São Francisco do Pará pertencentes a Bacia Hidrográfica do Rio Marapanim e em nove microbacias localizadas nos municípios de Mãe do Rio, Irituia e Capitão Poço pertencentes a Bacia Hidrográfica do Rio Guamá, sendo que quatro microbacias em São Francisco do Pará e Capitão Poço serviram de referência, nas quais a floresta ocupa um mínimo de 85% de suas áreas de drenagem. As campanhas de campo ocorreram ao longo de um ano, de outubro de 2009 a setembro de 2010. Amostras de águas fluviais foram coletadas e transportadas em caixas térmicas com gelo para o laboratório, onde posteriormente foram quantificadas suas concentrações iônicas. Durante as campanhas de campo, eram também realizadas a batimetria dos canais e tomadas as medidas de velocidade de corrente para o cálculo da vazão fluvial instantânea. Foi evidenciada a influência dos sistemas agropecuários com uso de fogo (pastagens e cultivos agrícolas no sistema de derruba-e-queima da vegetação de pousio) sobre o aumento dos fluxos de cálcio, magnésio e potássio. Também observou-se grande influência das pastagens sobre o fluxo de amônio, especialmente nas microbacias onde o gado adentra os riachos para beber água. Na microbacia onde ocorre uma agricultura mais tecnificada com irrigação e uso de fertilizantes à base nitrogênio, foi observado elevado fluxo de nitrato. Também foi possível observar alguma influência das florestas nos fluxos de sódio, cloreto, sulfato e nitrato. Assim, ficou evidente que as atividades agropecuárias praticadas na Amazônia Oriental alteram os ciclos naturais de nutrientes, promovendo maiores fluxos destes nas águas fluviais. Análises estatísticas confirmaram tais influências: observou-se uma correlação direta das atividades agropecuárias com as concentrações iônicas das águas fluviais das microbacias estudadas. Abstract: This article presents the influence of agricultural systems on the hydrogeochemical fluxes in stream waters, of eighteen small catchments under different land use in the Eastern Amazon. The Northeast of Pará is one of the oldest areas of agricultural colonization in the Eastern Amazon and its landscape is dominated by the presence of farming systems, especially a family-based subsistence agriculture, large pasture areas and, more recently, a monoculture of palm oil trees. In addition, the landscape is also caractherized by secondary forests in various stages of succession and a few fragments of primary forest, usually located close to streams and rivers. The study was carried out in nine catchments located in the municipalities of Marapanim, Igarapé-açu and São Francisco do Pará, inserted in the Marapanim River Basin and in nine micro-basins located in the municipalities of Mãe do Rio Irituia and Capitão Poço, inserted in the Guamá River Basin. The four catchments in São Francisco and Capitão Poço served as references, in which the forest occupies at least 85% their drainage areas. Field campaigns occurred during one year, from October 2009 to September 2010. Streamwater samples were collected and transported in ice boxes to the laboratory, where later water ionic concentrations were quantified. During the field campaigns, channell bathymetry were done and current speed was measured to calculate the instantaneous discharge. It was confirmed the influence of the agricultural systems which use fire (pastures and crops in the slash-and-burn system) on the fluxes of calcium, magnesium and potassium. We also observed a large influence of pasture on ammonium fluxes, especially in the watersheds where cattle enter into the streams to drink water. In the catchment where there is a more technician agricultures apply irrigation and nitrogen fertilizers, it was observed a higher nitrate flux. It was also possible to observe some influence of the forests in the fluxes of sodium, chloride, sulfate and nitrate. Thus, it was evident that the agricultural activities in the microbasins in the Eastern Amazon alter the natural nutrient cycles, promoting higher fluxes of these nutrients in the streamwater. Statistical analyzes confirmed such influences: it was observed a direct correlation of agricultural activities with streamwater ionic concentrations in the studied catchments.
Thesagro: Microbacia
Agricultura
Pecuária
Uso da Terra
NAL Thesaurus: Biogeochemical cycles
Amazonia
Land use
Watersheds
Data Created: 2020-03-23
ISSN: 2179-6858
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Figueiredofluxoshidrogeoquimicos2018.pdf1,51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace