Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1123544
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio-Norte - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 2019
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: PIRES, M. de F. M.
Additional Information: MARIA DE FÁTIMA MARQUES PIRES, UFPI, Bom Jesus, PI.
Title: Atividade microbiológica do solo e marcha de absorção de nutrientes da soja sob plantas de cobertura e preparo do solo.
Publisher: 2019. 137 f.
Language: Portugues
Notes: Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Piauí, Campus Profª Cinobelina Elvas, Bom Jesus, PI. Orientador: João Carlos Medeiros; Co-orientador: Henrique Antunes de Souza, Embrapa Meio-Norte.
Description: A expansão do cultivo da soja apresentavárias consequências para os atributos físicos, químicos e biológicosdo solo, além de aumentar o uso de fertilizantes muitas vezes de forma irracional.Assim o presente estudo foi conduzidoobjetivando-se avaliar o manejo do solo e plantas de cobertura na absorção de nutrientes e produtividade da soja, além da alteração dos atributos biológicos do solo em condições do Cerrado piauiense.O estudo foi realizado nos anos agrícolas2016/2017 e 2017/2018. O delineamento experimental foi em blocos casualizados em parcelas subdivididas com 3 repetições.No primeiro ano,nas parcelas foram alocados os sistemas de manejo do solo:semeadura direta (SD) e cultivo mínimo (CM) e nas subparcelas as plantas de cobertura:Pennisetum glaucum, Urochloa ruziziensis, Crotalaria spectabilis, Crotalaria ochroleuca,consórcio dePennisetum glaucum+ Crotalaria spectabilise vegetação espontânea. Avaliou-seaprodução de massa seca (MS) e acúmulo de nutriente das plantas de cobertura. No segundo ano a soja foi cultivada sob a palhada remanescentedas plantas de cobertura. Para o estudo da marcha deabsorção levou-seem consideração as plantas de soja cultivadas sobCrotalaria spectabilise milheto e as subparcelas passam a corresponder aos dias após a emergência (DAE) de plantas de soja que foram: 31, 38, 45, 52, 59, 66, 73, 80, 87, 94, 101, 108 e 115.Na soja foi avaliado ocrescimento das plantas,aprodução de massa seca (MS),o acúmulo de nutrientes e a produtividade de grãos. Após a colheita avaliou-se no solo carbono e nitrogênio da biomassa microbiana (C-BMS e N-BMS), respiração basal (RBS), quociente metabólico (qCO2), atividade enzimáticadadesidrogenasee dodiacetatode fluoresceína (FDA).A soja sob Crotalaria spectabilisem SD apresentou maior altura. Até os 94 DAE as folhas foram os órgãosque contribuíram em maior acúmulo da MS seca total. Até os 66 DAE maior acúmulo de macronutrientes foi propiciado pelas condições da SD. Em SD a ordem decrescente deacúmulo foi: N >K >Ca >P> Mg >S e N >K >Ca >S> P >Mg, sob Crotalaria spectabilise milheto, respectivamente.Em CM sob ambas as coberturas a ordemdecrescente de acúmulofoi: N> K> Ca> P> S> Mgeos micronutrientes a ordem foi: Fe> Mn> Zn >B> Cu.Os macronutrientes exportados pela soja em maior e menor quantidade foram: N e Ca, respectivamente.A vegetação espontânea apresentou baixo C-BMS e N-BMS, baixa atividade enzimática e alto qCO2.A produtividade de grãos da soja aumentou em sucessão a milheto+Crotalaria spectabilis. A vegetação espontânea não favoreceu amelhoria dabiologia do solo.
Thesagro: Microbiologia do Solo
Nutrição Vegetal
Manejo do Solo
Planta de Cobertura
Produtividade
NAL Thesaurus: Plant nutrition
Microbiology
Crop management
Ground cover plants
Soil productivity
Data Created: 2020-07-01
Appears in Collections:Tese/dissertação (CPAMN)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtividadeMicrobiologicaSoloDissertacaoUFPI2019.pdf2,57 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace