Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1125612
Title: Ilex paraguariensis A.St.-Hil.: caracterização de morfotipos e genótipos para produção de compostos bioativos e propagação.
Authors: DUARTE, M. M.
Affiliation: MANOELA MENDES DUARTE, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ.
Date Issued: 2020
Citation: 2020.
Pages: 149 f.
Description: Ilex paraguariensis A.St.-Hil. é uma espécie arbórea, nativa e amplamente consumida e cultivada no Brasil, Paraguai e Argentina. Considerada um dos componentes dos sistemas tradicionais silviculturais mais antigos, a espécie apresenta reconhecida importância ecológica/ambiental, econômica, social e cultural para os três estados do Sul do Brasil. Seu consumo tradicional se dá pelo preparo de bebidas tônicas e estimulantes, como o chimarrão, tererê e chá mate. Em função da sua versatilidade química, a erva-mate vem se destacando no cenário mundial, sendo utilizada com sucesso na farmacologia, indústria alimentícia e cosmética, com reconhecimento científico em relação aos seus benefícios à saúde humana. Com essa crescente demanda, é necessário que a renovação e implantação de novos ervais seja realizada com materiais genéticos de qualidade, bem como ter as suas características químicas conhecidas, a fim de proporcionar maior produtividade dos plantios e maior qualidade do produto final. Neste sentido, existem vários gargalos que podem ser explorados pela silvicultura da erva-mate, e alguns desses foram tratados no presente estudo. No Capítulo I foi estudada a diferenciação e caracterização física de frutos e pirênios, a viabilidade e desenvolvimento embrionário de pirênios, anatomia foliar e os compostos bioativos em folhas (capacidade antioxidante, compostos fenólicos totais, metilxantinas e ácidos cafeoilquínicos) de cinco morfotipos de erva-mate: sassafrás, verde escuro, verde fosco, cinza e peludinha. Concluiu-se que: há diferenças entre os frutos e pirênios entre os lotes estudados; Todos os morfotipos apresentaram elevada atividade antioxidante e teores de compostos fenólicos totais; o teor de cafeína diferiu significativamente entre os morfotipos verde escuro e peludinha; A deposição e configuração da cutícula na face adaxial foi a principal diferença observada pela anatomia foliar entre os morfotipos. O Capítulo II teve como objetivos avaliar diferentes temperaturas (câmara fria a 5 °C, câmara seca a 15 °C e viveiro), substratos (areia e papel germitest) e períodos (0, 90 e 180 dias) como métodos alternativos de estratificação na superação da dormência embrionária de pirênios de erva-mate. De maneira geral, os métodos utilizados foram eficientes para manutenção da viabilidade dos pirênios. A estratificação à 5 e 15 °C por 90 dias possibilitou o desenvolvimento embrionário até o estágio pós-coração. A estratificação convencional foi o único método que apresentou embriões em estágio maduro. O Capítulo III objetivou avaliar a influência da sazonalidade (quatro estações do ano) nos teores de compostos bioativos e no enraizamento de estacas de 19 genótipos, bem como, a correlação entre esses compostos e a rizogênese da ervamate. Concluiu-se que o potencial de enraizamento e os teores de compostos bioativos sofrem variação entre os genótipos e entre as épocas do ano. Primavera e verão proporcionaram maiores porcentagens de enraizamento e maiores teores de compostos, sendo que os compostos bioativos estudados não apresentaram correlação com o enraizamento das estacas. E por fim, o Capítulo IV objetivou analisar a influência da tosta da erva-mate nos teores de compostos bioativos de diferentes genótipos e a aceitação por consumidores de chá mate cafeinados ou descafeinados. Os resultados indicaram que o processo de tosta influenciou significativamente nos teores de compostos bioativos dos chás, bem como houve diferenças significativas entre os genótipos. De maneira geral, os chás descafeinados tiveram melhor aceitação do que os chás cafeinados.
Thesagro: Ilex Paraguariensis
Propagação Vegetativa
Espécie Nativa
Keywords: Superação de dormência
Metabólito secundário
Melhoramento genético
Erva-mate
Produção de muda
Seleção de genótipo
Espécie arbórea
Language: Portugues
Notes: Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. Orientador: Antonio Carlos Nogueira; Coorientadores: Ivar Wendling, Érika Amano, Marcelo Lazzarotto.
Type of Material: Teses
Access: openAccess
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese-DepositadaUFPR-Manoela-Mendes-Duarte-1.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace