Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1137259
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorQUEIROZ, D. L. de
dc.contributor.authorBURCKHARDT, D.
dc.date.accessioned2021-12-09T02:08:37Z-
dc.date.available2021-12-09T02:08:37Z-
dc.date.created2021-12-07
dc.date.issued2021
dc.identifier.citationIn: LEMES, P. G.; ZANUNCIO, J. C. (ed.). Novo manual de pragas florestais brasileiras. Montes Claros: Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Agrárias, 2021. p. 988-992.
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1137259-
dc.descriptionPor ser uma árvore utilizada na arborização urbana, o controle químico deve ser evitado. Uma alternativa seria contribuir para o aumento dos inimigos naturais. Uma grande quantidade de predadores foi observada alimentando-se de ninfas deste psilídeo em Curitiba, Paraná. As duas espécies mais frequentemente encontradas foram identificadas como Olla v-nigrum (Mulsant) e Cicloneda sanguinea Linnaeus (Coleoptera: Cocceinellidae). O declínio da população de psilídeos no final do verão, além de estar correlacionado às questões fenológicas das plantas, também pode estar relacionado à presença destes predadores. Não foi observada a presença de parasitoides.
dc.languagePortugues
dc.language.isopt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectPsilídeo
dc.subjectTipuana tipu
dc.titlePlatycorypha nigrivirga.
dc.typeParte de livro
dc.subject.thesagroPraga de Planta
dc.contributor.institutionDALVA LUIZ DE QUEIROZ, CNPF; DANIEL BURCKHARDT, Naturhistorisches Museum.
Appears in Collections:Capítulo em livro científico (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dalva-Capitulo-16.5.5.pdf3,89 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace