Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/113819
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFONSECA JÚNIOR, W. C. dapt_BR
dc.date.accessioned2011-04-09T12:33:06Z-
dc.date.available2011-04-09T12:33:06Z-
dc.date.created2005-05-02pt_BR
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.citationCadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v.21, n. 2, p.355-360, maio/ago. 2004.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/113819pt_BR
dc.descriptionAs grandes certezas da civilização ocidental vêm sendo colocadas em xeque pela ciência desde os últimos 500 anos, a partir da grande virada do Geocentrismo para o Heliocentrismo, proposta por Galileu Galilei, com base nas idéias de Nicolau Copérnico. No século 19, Charles Robert Darwin, com a publicação de A origem das espécies (1859), mudou a relação do homem com seu passado e os demais seres vivos, levando ao questionamento do relato bíblico da criação. No limiar do século 20, Sigmund Freud abriu caminho ao estudo da mente com A interpretação dos sonhos (1900), em que revela sua descoberta do inconsciente (isso, considerando que a Psicanálise seja ciência, o que epistemólogos como Karl Popper contestam). Ainda na primeira metade do século 20, outra revolução científica passou a marcar a humanidade, levando ao abandono de muitas convicções: a descoberta da dimensão molecular da vida.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.titleSob o signo da crise.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.description.notesResenhapt_BR
riaa.ainfo.id113819pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2005-05-02pt_BR
dc.contributor.institutionEmbrapa Assessoria de Comunicação Social.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado / Embrapa Unidades Centrais (AI-SEDE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
v21n2p355.pdf20,23 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace