Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1151119
Title: Avaliação do desenvolvimento vegetativo de plantas de cultivares de maracujazeiroazedo no bioma amazônico de Mato Grosso.
Authors: RONCATTO, G.
LORENZ, L. M.
NASCIMENTO, M. S. P. do
WRUCK, D. S. M.
BOTELHO, S. de C. C.
ARAÚJO, C. A. T. de
Affiliation: GIVANILDO RONCATTO, CPAMT; LUCAS MENEGASSO LORENZ, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO; MARIA SHIRLYANE PEREIRA DO NASCIMENTO, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO; DULANDULA SILVA MIGUEL WRUCK, CPAMT; SILVIA DE CARVALHO CAMPOS BOTELHO, CPAMT; CARLOS ANTÔNIO TÁVORA DE ARAÚJO, COOPERATIVA AGROPECUARIA MISTA TERRANOVA.
Date Issued: 2022
Citation: In: ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIAS AGROSSUSTENTÁVEIS, 6.; JORNADA CIENTÍFICA DA EMBRAPA AGROSSILVIPASTORIL, 11., 2022. Sinop. Resumos... Brasília, DF: Embrapa, 2022. p. 23.
Description: Resumo: O Brasil é o maior produtor de maracujá. Mas, apesar da posição de destaque, a vida útil do maracujazeiro vem sendo reduzida, principalmente, devido aos danos causados por doenças da parte aérea e também do sistema radicular. O uso de cultivares produtivas e resistentes a doenças apresenta-se como alternativa de produção. A baixa produção e produtividade do maracujazeiro no estado de Mato Grosso, bem como a menor qualidade de frutos são causados por fatores como a falta de tecnologias adaptadas para a região, problemas fitossanitários, técnicas inadequadas de cultivo e baixa utilização de cultivares melhoradas. Com isso, objetivou-se avaliar o crescimento vegetativo de cinco cultivares de maracujazeiroazedo no norte do estado de Mato Grosso. O trabalho foi desenvolvido na Cooperativa Agrícola Mista Terra Nova LTDA (Coopernova), em Terra Nova do Norte, MT, no primeiro ano do ciclo de cultivo do maracujazeiro. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com 4 repetições, numa análise fatorial simples, ou seja, com uma combinação de 5 cultivares x 4 repetições, onde as cultivares de maracujazeiro-azedo utilizadas foram: ?FB 200? e ?FB 300? do viveiro Flora Brasil em Araguari, MG, e as cultivares BRS Gigante Amarelo, BRS Sol do Cerrado e BRS Rubi do Cerrado da Embrapa Cerrados em Planaltina, DF. Cada parcela foi constituída por 10 plantas, com bordadura de uma planta nas extremidades da própria parcela. O experimento foi formado constituindo-se pomar em espaldeira simples (com um fio de arame a 2 m do solo) e espaçamento de 3 m x 3 m. As características avaliadas foram diâmetro do caule e altura de plantas aos 30, 60 e 90 dias após o plantio. O diâmetro foi medido na região do colo da planta, utilizando-se paquímetro digital e a altura de plantas foi mensurada utilizando-se régua graduada, através da medida direta. Os dados foram submetidos à ANOVA e ao teste de agrupamento de médias de Scott-Knott à 5% de significância. As cultivares de melhor desempenho em relação às características de crescimento vegetativo foram FB 200, FB 300, BRS Gigante Amarelo e BRS Rubi do Cerrado. A cultivar BRS Sol do Cerrado foi a que teve o pior desempenho nas variáveis avaliadas. O diâmetro de plantas teve uma variação média de 6 cm a 8 cm no período de 30 dias a 90 dias após o plantio, enquanto que a altura de plantas variou de 0,8 m a 1,8 m.
Thesagro: Fusariose
Diâmetro
Caule
Altura
Maracujá
NAL Thesaurus: Passiflora
Keywords: Cultivar
Terra Nova do Norte-MT
FB 200
FB 300
BRS Gigante Amarelo
BRS Sol do Cerrado
BRS Rubi do Cerrado
ISBN: 978-65-89957-22-5
Language: Portugues
Type of Material: Resumo em anais e proceedings
Access: openAccess
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPAMT)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace