Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/153145
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRESENDE, G. M. de
dc.contributor.authorCOSTA, N. D.
dc.contributor.authorFLORI, J. E.
dc.contributor.otherGERALDO MILANEZ DE RESENDE, CPATSA; NIVALDO DUARTE COSTA, CPATSA; JOSE EGIDIO FLORI, CPATSA.
dc.date.accessioned2018-07-13T00:42:54Z-
dc.date.available2018-07-13T00:42:54Z-
dc.date.created2004-04-23
dc.date.issued2002
dc.identifier.other28604
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/153145-
dc.descriptionIdentificou-se as cultivares mais produtivas de pepino para conserva em um experimento, de setembro a novembro de 1996, no Campo Experimental de Bebedouro/Petrolina (PE). O delineamento experimental utilizado foi de casualizados completos, com 22 cultivares (Calypso, Eureka, Flurry, Francipak, Ginga AG-77, HE-601, HE-657, HE-671, Imperial, Nautillus, Navigator, Panorama, Pioneiro, Premier, Prêmio, Primepak, SMR 18 Wisconsin, Supremo, Vlaspik, Vlasset e Vlasstar) e três repetições. A parcela experimental foi composta de quatro linhas de 3,0 m de comprimento, com espaçamento de 1,0 x 0,30 m. As cultivares Vlaspik (11,5t/ha), Eureka (11,2t/ha), Calypso (11,1t/ha), Ginga AG-77 (10,7 t/ha), Imperial (10,6 t/ha), Prêmio (10,6 t/ha), Panorama (10,3 t/ha), HE-671 (10,2 t/ha), Vlasset (!0,1 t/ha), Francipak (10,0 t/ha), Supremo (9,7 t/ha), Primepak (9,5 t/ha), Navigator (9,5 t/ha) e Pioneiro ((,3 t/ha), destacaram-se com produtividade mais elevadas, não diferindo estatisticamente entre si. O pior desempenho foi da cultivar SMR 18 Wisconsin, com produtividade comercial de frutos de 6.1 t/ha. No que se refere a número de frutos por planta, observou-se para as cultivares Vlaspik, Eureka, Calypso, Ginga AG-77, Imperial, Prêmio, Panorama, HE-671, Vlasset e Francipak, valores oscilando de 22,7 a 25,7 frutos/planta, não diferindo estatisticamente entre si. Para classificação de frutos comerciais, verificou-se uma maior proporção de frutos tipo 1 (frutos com <13,5 mm de diâmetro, Mais ou menos 4,0 cm de comprimento) e Tipo 2 (frutos com 13,5 a 15,0 mm de diâmetro, mais ou menos 4,0 a 4,5 cm de comprimento), correspondendo a um valor superior a 50% da produtividade comercial. A porcentagem de frutos não comerciais variou de 9,3 a 16,2% entre as cultivares.
dc.description.uribitstream/item/179731/1/Horticultura-Brasileira-v.20-n.4-p.-600-604-2002.pdfpt_BR
dc.languagept_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherHorticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 20, n. 4, p. 601-604, dez. 2002.
dc.relation.ispartofEmbrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
dc.subjectPeso médio do fruto
dc.subjectClassificação
dc.titleProdutividade e qualidade de frutos de cultivares de pepino para conserva tipo cornichon no Vale do São Francisco.
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)
dc.date.updated2018-07-13T00:42:54Zpt_BR
dc.subject.thesagroPepino
dc.subject.thesagroRendimento
dc.ainfo.id153145
dc.ainfo.lastupdate2018-07-12
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HorticulturaBrasileirav.20n.4p.6006042002.pdf3,21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace