Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/308766
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorWENDT, S. N.pt_BR
dc.contributor.authorSOUSA, V. A.pt_BR
dc.contributor.authorQUOIRIN, M.pt_BR
dc.contributor.authorSTURION, J. A.pt_BR
dc.contributor.authorSANTOS E. C. S.pt_BR
dc.contributor.otherWendt, Bolsista; Santos, Estagiária; Sousa e Sturion, Pesquisadores da Embrapa Florestas.pt_BR
dc.date.accessioned2014-07-10T06:53:33Z-
dc.date.available2014-07-10T06:53:33Z-
dc.date.created2004-04-13pt_BR
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.other34274pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/308766pt_BR
dc.descriptionIlex paraguariensis, popularmente conhecida como erva-mate, é uma espécie de grande importância econômica, social e cultural para a região Sul do Brasil. Devido à composição química das folhas, possui diversas aplicações industriais, destacando-se a produção de bebidas. A despeito da sua expressão socioeconômica, existe pouca informação sobre a biologia e a variabilidade genética das populações naturais. Estes conhecimentos são essenciais aos programas de melhoramento e de conservação dos recursos genéticos. Marcadores bioquímicos (isoenzimas) são amplamente utilizados nos estudos da genética de populações florestais, pois oferecem diversas vantagens, destacando-se a expressão codominante, que permite distinguir genótipos homozigotos de heterozigotos. O presente trabalho teve por objetivo caracterizar, geneticamente, populações naturais de I. paraguariensis, utilizando marcadores isoenzimáticos. Três populações naturais (Quatro Barras-PR, Jaguariaíva-PR e Barão de Cotegipe-RS) foram analisadas, utilizando sete locos gênicos: GOT-A, PGI-B, NDH-A, NDH-B, 6-PGDH-A, 6-PGDH-B e G-6PDH. Observaramse 65% dos locos polimórficos, com média de 2,00 alelos por loco e 2,54 alelos por loco polimórfico. A média da heterozigosidade esperada foi de 0,359 e a observada foi de 0,210. As populações de Quatro Barras e Jaguariaíva apresentaram maior similaridade genética, enquanto que Barão de Cotegipe foi a mais divergente.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/39818/1/caracterizacao-1.pdfpt_BR
dc.format1 CD-ROM.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherIn: CONGRESSO SUL-AMERICANO DA ERVA-MATE, 3., 2003, Chapecó. Anais. [Chapecó]: EPAGRI, 2003. s.3-5.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.subjectErva matept_BR
dc.subjectEstrutura genéticapt_BR
dc.subjectIsoenzimas.pt_BR
dc.titleCaracterização genética de populações naturais de Ilex paraguariensis St. Hil.pt_BR
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2014-07-10T06:53:33Zpt_BR
dc.subject.thesagroIlex Paraguariensis.pt_BR
dc.description.notesSeção: Conservação, Melhoramento e Multiplicação. Feira do Agronegócio da Erva-mate, 1., 2003, Chapecó. Integrar para promover o agronegócio da erva-mate.pt_BR
dc.ainfo.id308766pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2014-07-09pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
caracterizacao1.pdf157,7 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace