Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/349279
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSOUSA, W. P. dept_BR
dc.contributor.authorFERREIRA, L. A.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2007-12-17pt_BR
dc.date.issued2007pt_BR
dc.identifier.citationIn: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO, 7., 2007, Fortaleza. Agricultura familiar, políticas públicas e inclusão social: anais. Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical, 2007.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/349279pt_BR
dc.descriptionEste trabalho aborda um tipo específico de extrativismo: o extrativismo da castanha-do-Brasil (Bertholletia excelsa H.B.K) realizado na Reserva Extrativista do rio Cajari no Estado do Amapá (RESEX/CA). O trabalho é uma continuidade da pesquisa participativa realizada no ano de 2000, e tem como foco principal compreender a dinâmica dos sistemas de produção praticados nesta reserva extrativista no período 2000/2005. A partir da metodologia Typologie à dire d´experts (Perrot, 1991), percebemos que as mudanças ocorridas nos sistemas de produção no período estudado, evidenciam que além de fatores de ordem econômica, a permanência das práticas agrícolas com o extrativismo da castanha se rege por outros fatores. A relação histórica de uso da floresta com o extrativismo e as agriculturas é bem mais complexa, não podendo ser avaliada apenas do prisma econômico. Os dados demonstram que as unidades de produção extrativistas são aquelas de menor desempenho econômico, e, apesar disso, não há um movimento das famílias em acabar com esse sistema. Ao contrário, o tipo extrativista não apenas se manteve, mas aumentou de representatividade de 2000 para 2005, indicando atratividade deste tipo para as famílias da RESEX/CA. Entretanto, os sistemas agroextrativistas também cresceram, indicando que algumas famílias procuram alcançar melhores níveis de qualidade de vida, através da agricultura. Em se tratando de uma unidade de conservação de uso direto, para esta reserva extrativista deveria ser direcionadas ações de apoio aos castanheiros da RESEX/CA, para que eles pudessem ter melhores condições de vida, sem ter que investir em outras atividades, que não o extrativismo.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectExtrativismopt_BR
dc.subjectCastanha-do-brasilpt_BR
dc.subjectReserva extrativistapt_BR
dc.subjectSistemas de produçãopt_BR
dc.titleA dinâmica dos sistemas de produção praticados na reserva extrativista do Rio Cajari no Estado do Amapá.pt_BR
dc.typeArtigo em anais e proceedingspt_BR
dc.date.updated2014-11-03T11:11:11Zpt_BR
riaa.ainfo.id349279pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2014-11-03pt_BR
dc.contributor.institutionWALTER PAIXAO DE SOUSA, CPAF-APpt_BR
dc.contributor.institutionLAURA ANGÉLICA FERREIRA, UFPA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPAF-AP)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
56.pdf143,93 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace