Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/409412
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorNASCIMENTO, W. M. O. dopt_BR
dc.contributor.authorCARVALHO, J. E. U. dept_BR
dc.contributor.authorMÜLLER, C. H.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2008-02-26pt_BR
dc.date.issued2007pt_BR
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 29, n. 3, p. 657-660, dez. 2007.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/409412pt_BR
dc.descriptionO bacurizeiro é espécie frutífera promissora, devido as amplas possibilidades que apresenta como planta de uso múltiplo (madeira e fruto), podendo vir a se constituir, em breve, em nova alternativa de cultura perene para a Amazônia. A ocorrência e a distribuição geográfica do bacurizeiro, apresentadas neste trabalho, baseiam-se em grande parte nos levantamentos sobre vegetação efetuados pela Comissão Executora do Projeto Radambrasil, por levantamentos em herbários, além de informações em inventários florísticos contidos na literatura. O objetivo deste trabalho foi registrar a distribuição geográfica do bacurizeiro, visando a estudos de disponibilidade genética e coleta de material para definir procedimentos adequados para seu cultivo e conseqüente redução de pressão sobre as populações nativas. Não existem dúvidas sobre a origem amazônica do bacurizeiro, sendo encontrado, no início do século vinte, tanto na margem esquerda como na margem direita do Rio Pará, abundante na costa sudeste da ilha do Marajó, onde se constitui em árvore característica das matas marginais. Em toda a Amazônia, a área de maior concentração da espécie é o estuário do Rio Amazonas. Do Estado do Pará, dispersou-se em direção ao nordeste do Brasil, alcançando os cerrados e chapadões dos Estados do Maranhão e Piauí. Na direção sul, a dispersão atingiu os Estados de Tocantins e Mato Grosso, chegando a romper as fronteiras do Brasil. Na direção norte, atingiu o Estado do Amapá, ocorrendo também, embora de forma rara, no Estado do Amazonas.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectDisponibilidade genéticapt_BR
dc.titleOcorrência e distribuição geográfica do bacurizeiro.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2017-02-10T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroBacuript_BR
dc.subject.thesagroDistribuição Geográficapt_BR
dc.subject.thesagroFruticulturapt_BR
dc.subject.thesagroPlatonia Insignispt_BR
riaa.ainfo.id409412pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2017-02-10pt_BR
dc.contributor.institutionWALNICE MARIA O DO NASCIMENTO, CPATU; JOSE EDMAR URANO DE CARVALHO, CPATU; Carlos Hans Muller, CPATU.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
a44v29n3.pdf151,79 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace