Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/44881
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2000
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CRUZ, G. M. da
TULLIO, R. R.
ESTEVES, S. N.
ALENCAR, M. M. de
Title: Características de carcaça de machos não-castrados de diferentes grupos genéticos para produção do bovino jovem.
Publisher: In: RESUMOS DOS TRABALHOS APRESENTADOS NA CONVENÇÃO NACIONAL DE CANCHIM, 4., 2000, São Carlos, SP. Anais...São Carlos : Embrapa Pecuária Sudeste/São Paulo : ABCCAN 2000. p.34.
Language: pt_BR
Keywords: Característica de carcaça
Machos não castrados
Bovinos jovens
Description: Este estudo objetivou obter o peso ótimo de abate de machos cruzados não-castrados aos 15-18 meses de idade, atendendo a padrões estabelecidos pela Associação Brasileira do Novilho Precoce (ABNP) e também baseando-se nas características de carcaça. O trabalho foi desenvolvido na Embrapa Pecuária Sudeste, com um total de 215 animais cruzados 3/8 Blonde d'Aquitaine + 5/8 Nelore e 1/2 Blonde d'Aquitaine + 1/2 Nelore (BN), 1/2 Canchim + 1/2 Nelore (CN), 1/2 Limousin + 1/2 Nelore (LN) e 1/2 Piemontês + 1/2 Nelore (PN) e puros Canchim (CA) e Nelore (NE) nos anos de 1994, 1995 e 1997, sendo que cada grupo genético (GG) participou em dois anos, exceto BN, que foram confinados nos três anos. Lotes de seis animais de cada GG foram alocados nos tratamentos (TRAT) que são os pesos de abate de 400 (I), 440 (II) e 480 kg (III), exceto nos bovinos NE, em que foram de 380, 410 e 440 kg. Os pesos vivos de abate, em jejum de 16 h, foram obtidos na Embrapa e os pesos de carcaça quente e os cortes (traseiro especial, dianteiro com 5 costelas e ponta de agulha) da carcaça resfriada foram obtidos no frigorífico. O traseiro especial esquerdo (TEE) de cada animal foi dividido entre a 12ª e 13ª costela para a medição da área do músculo longissimus dorsi (AOL) e da espessura de gordura externa (EGAOL). De maneira geral, foi possível abater animais aos 15,4; aos 16,8 e aos 18,2 arrobas de peso de carcaça quente aos 15,3; aos 16,0 e aos 16,7 meses de idade, para os TRAT I, II e III, respectivamente, considerando a média obtida para os animais da raça Canchim e os cruzados BN, CN, LN e PN. Já os animais da raça Nelore foram abatidos com 14,1; 14,6 e 15,2 arrobas aos 16,4; aos 17,2 e aos 17,5 meses de idade. A maioria dos animais Nelore não atingiu os pesos previstos para abate de 410 kg (II) e 440 kg (III), em razão do baixo ganho de peso (1,11 kg/dia) e do baixo peso vivo na entrada do confinamento (214 kg). As médias de rendimento de carcaça quente (57,2; 57,7 e 58,3%) e fria (56,8; 57,2 e 57,6%), para os TRAT I, II e III, respectivamente, aumentaram com os incrementos dos pesos de abate. As percentagens de traseiro especial foram 47,8; 47,5 e 46,9% e as de traseiro total foram 60,9; 60,6 e 60,3%, dentro dos padrões exigidos pelo mercado. As médias da AOL foram 31,3; 30,7 e 30,1 cm2/100 kg de carcaça para os TRAT I, II e III, respectivamente, demonstrando que os animais possuíam conformação adequada para produção de carne. As médias estimadas da EGAOL das carcaças foram 2,4; 3,0 e 3,7 mm para os TRAT I, II e III, respectivamente, dentro dos padrões de classificação do "novilho precoce". Concluiu-se que os animais da raça Nelore possuem limitação de peso de carcaça quente para serem classificados como "novilho precoce" aos 15-18 meses de idade, enquanto que os cruzados com 18 arrobas alimentados com dieta alta em energia em confinamento geralmente atingem padrões de gordura escassa ou mediana.
Data Created: 2000-06-12
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROCIGMC2000.00115.pdf306,46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace