Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/470238
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorANDRADE, P. J. M.pt_BR
dc.contributor.authorANDRADE, D. F. A. A.pt_BR
dc.contributor.otherPAULINO JOSÉ MELO ANDRADE, CNPGL; DONITA FIGUEIREDO DE ALENCAR ARARIPE ANDRADE, Fundação Chapadão.pt_BR
dc.date.accessioned2014-02-27T23:21:48Z-
dc.date.available2014-02-27T23:21:48Z-
dc.date.created2007-09-10pt_BR
dc.date.issued2007pt_BR
dc.identifier.other27511pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/470238pt_BR
dc.descriptionO objetivo deste trabalho foi quantificar o efeito da severidade da ferrugem asiática da soja na produtividade da cultura. A cultivar Emgopa 316 foi semeada em 30/12/2003, e o delineamento foi em blocos ao acaso, com 12 tratamentos e três repetições. Diferentes épocas e números de aplicações do fungicida epoxiconazole + pyraclostrobin 10 + 26,6g de i.a .. ha-1 foram utilizados para criar um gradiente de doença. As primeiras aplicações foram feitas no inicio dos sintomas, em R4 e as subseqüentes, em diferentes intervalos; 1) pulverizações 7 dias após R4 e aos 14, 21, 28 e 35 dias após; 2) 14 dias após R4 e aos 21, 28 e 35 dias; 3) 21 dias após R4 e aos 28 e 35 dias; 4) 28 dias após R4 e aos 35 dias; 5) uma aplicação 35 dias após R4; 6) testemunha; 7) em R4 e 7, 14,21, 28 e 35 dias após; 8) em R4 e 7, 14, 21 e 28 dias após; 9) em R4 e 7, 14 e 21 dias após; 10) em R4 e 7 e 14 dias após; 10) em R4 e 7 dias após; 11) uma única aplicação em R4. Os tratamentos com pulverizações iniciadas em R4 ou no máximo 14 dias após e que tiveram mais de uma aplicação, apresentaram resultados semelhantes, superando a testemunha em todas as variáveis avaliadas (menor severidade; maior número de trifólios; maior produtividade e maior peso de sementes). Foi observada uma correlação negativa entre severidade da doença (em R6) e produtividade (r = -0,75) e estabelecida a função de dano: y = 2514,22 -14,8261x (R² = 0,85), onde y é a produtividade esperada e x a severidade da doença, válida para as condições onde foi realizado esse ensaio.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/98342/1/Produtividade-da-soja-em-funcao-da-severidade-de-Phakopsora-pachyrhizi.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherFitopatologia Brasileira, Brasília, DF, v. 32, p. S174, ago. 2007. Suplemento, resumo 0321.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.titleProdutividade da soja em função da severidade de Phakopsora pachyrhizi.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2014-02-27T23:21:48Zpt_BR
dc.subject.thesagroDoença de Plantapt_BR
dc.subject.thesagroSoja.pt_BR
dc.description.notesEdição dos Resumos do XL Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Maringá, PR, ago. 2007.pt_BR
dc.ainfo.id470238pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2014-02-27pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ProdutividadedasojaemfuncaodaseveridadedePhakopsorapachyrhizi.pdf219,89 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace