Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/48096
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPERECIN, F.por
dc.contributor.authorYAMAZAKI, W.por
dc.contributor.authorFERREIRA, C. R.por
dc.contributor.authorMÉO, S. C.por
dc.contributor.authorBIASE, F. H.por
dc.contributor.authorMERIGHE, G. K. F.por
dc.contributor.authorSARAIVA, N. Z.por
dc.contributor.authorTETZNER, T. A. D.por
dc.contributor.authorMEIRELLES, F. V.por
dc.contributor.authorGARCIA, J. M.por
dc.contributor.otherFelipe Perecin - FCAV/UNESP; Walt Yamazaki - FCAV/UNESP; Christina R. Ferreira - FZEA/USP; SIMONE CRISTINA MEO, CPPSE; Fernando H. Biase - FZEA/USP; Giovana Krempel F. Merighe - FZEA/USP; N. Z. Saraiva - FCAV/UNESP; Tatiane Almeida D. Tetzner - FCAV/UNESP; Flávio Vieira Meirelles - ZEA/USP; Joaquim Mansano Garcia - FCAV/UNESP.por
dc.date.accessioned2011-08-11T01:00:50Z-
dc.date.available2011-08-11T01:00:50Z-
dc.date.created2007-09-05por
dc.date.issued2007por
dc.identifier.other17193por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/48096por
dc.descriptionNos mamiferos, a metilação do DNA é essencial na regulação da expressão gênica e na diferenciação celular. Uma proporção elevada de embriões produzidos por transferência nuclear (TN) é incapaz de estabelecer e sustentar a gestação a termo. Há grande consenso que alterações epigenéticas, primariamente causadas por alterações nos padrões de metilação do DNA, resultam em expressão gênica anormal em embriões e fetos clonados, tomando os indices de sucesso da clonagem frustrantes. Este trabalho objetivou analisar os padrões de expressão das DNA metiltransferases (DNMT) I, 3A e 3B em blastocistos bovinos produzidos in vivo (grupo IV) ou in vilro por FIV (grupo FlV) e transferência nuclear a partir de fibroblastos submetidos à privação de soro fetal bovino (SFB) durante o cultivo (grupo TN-S), ou cultivados até a confluência (grupo TN-C). Uma vez que a linhagem celular doadora de núcleo era proveniente de uma fêmea, os blastocistos dos grupos IV e FIV foram sexados por PCR e somente aqueles do sexo feminino foram utilizados nas etapas posteriores. Após remoção da zona pelucida em PBS pH 2,5, os blastocistos foram individualmente submetidos a um ciclo de amplificação linear do RNA mensageiro utilizando o "Superscript RNA amplification system" (L-l 016, Invitrogen). A transcrição reversa de volume correspondente a I/IOdo RNA de um embrião foi realizada com 6,75JlM de hexâmeros randômicos e transcriptase reversa (Improm-lI Reverse Transcriptase, Promega) seguindo instruções do fabricante. Os ensaios de quantificação relativa dos transcritos dos genes DNMTI, DNMT3A e DNMT3B foram realizados por PCR em tempo real com sistema de detecção TaqMan* (Applied Biosystems); utilizando o gliceraldeido-3-fosfato-desidrogenase (GAPDH) como controle endógeno. Foram utilizados oito embriões por grupo, amplificados em quadruplicata. A eficiência média das amplificações por PCR foi estimada para cada gene utilizando-se uma regressão linear do logaritmo da tluorescência a cada ciclo (Ramakers et aI., Neurosci. Lett., 339:62, 2003); e as razões de expressão calculadas de acordo com metodologia descrita por Livak e Schmittgen (Methods, 25:402, 2001). Para verificar as diferenças significativas foi utilizado o "Pair wise fixed reallocation randomization tes(' (Pfaffi et ai., Nucleic Acids Res., 30:e36. 2002). Todas as razões de expressão foram normalizadas pelo GAPDH e calibradas em função do grupo IV. Não foram detectados transcritos da DNMTI nos blastocistos do grupo TN-S, em contra partida. não se verificaram diferenças estatisticas (P>0,05) entre as razões de expressão dos grupos FIV (0,95) e TN-C (0,77). comparados ao grupo IV. Os grupos de transferência nuclear (TN-C e TN-S) apresentaram razões de expressão numericamente superiores para a DNMT3A (1,89 e 1,99; respectivamente) e para a DNMT3B (1,31 e 2,08; respectivamente) quando comparados aos grupos fertilizados (IV e FIV: 1,00 e 1,50 para DNMT3A; e 1,00 e 1,29 para DNMT3B; respectivamente). no entanto, sem diferenças significativas (P>0,05). A ausência de expressão da DNMTI no grupo TN com fibroblastos submetidos à privação de SFB nos leva a sugerir que embriões clonados a partir deste protocolo sejam menos viáveis do que aqueles oril,lndos de fibroblastos cultivados até confluência. A falta de DNMTl compromete a metilação do DNA a cada ciclo celular e toma os embriões inaptos a manterem as marcações epigcnéticas após cada mitose e sustentar o desenvolvimento fetal.por
dc.description.uribitstream/item/39616/1/PROCISCM2007.00171.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherActa Scientiae Veterinariae, v. 35, supl. 3, p. 1181, 2007.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Pecuária Sudeste - Resumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectExpressão de DNApor
dc.subjectMetiltransferasespor
dc.subjectBlastocistos bovinospor
dc.subjectProduzidos in vivo e in vitropor
dc.titleExpressão de DNA metiltransferases em blastocistos bovinos produzidos in vivo e in vitro.por
dc.typeResumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2011-08-11T01:00:50Zpor
dc.ainfo.id48096por
dc.ainfo.lastupdate2011-08-10por
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROCISCM2007.00171.pdf972,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace