Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/485852
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOLIVEIRA, E. dept_BR
dc.contributor.authorCARVALHO, R. V. dept_BR
dc.contributor.authorDUARTE, A. P.pt_BR
dc.contributor.authorANDRADE, R. A. dept_BR
dc.contributor.authorRESENDE, R. de O.pt_BR
dc.contributor.authorOLIVEIRA, C. M. dept_BR
dc.contributor.authorRECCO, P. C.pt_BR
dc.contributor.otherELIZABETH DE OLIVEIRA SABATO, CNPMS.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2002-09-27pt_BR
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.other14293pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/485852pt_BR
dc.descriptionA incidência de plantas de milho com sintomas de enfezamentos causados por molicutes ou de infecção por vírus foi avaliada em um ensaio com 22 cultivares, plantadas na safrinha e na safra de verão, em diferentes locais nos estados de São Paulo, Goiás e Minas Gerais. Essas avaliações foram feitas a partir da safrinha de 1999 até a safrinha de 2001. Amostras de folhas com sintomas de enfezamentos foram submetidas à extração de DNA e ao teste de PCR, para determinação dos índices de infecção por fitoplasma e por espiroplasma. Amostras de folhas com sintomas de viroses foram submetidas a testes RT-PCR, para confirmação da identificação do vírus. Em geral, a incidência de sintomas de enfezamentos foi maior na safrinha que na safra de verão, exceto no Estado de São Paulo, onde a incidência dessas doenças foi semelhante nas duas épocas de cultivo. A infecção por molicutes foi detectada em 103 amostras, dentre 390 submetidas ao teste de PCR. A infecção simultânea por espiroplasma e por fitoplasma foi detectada em apenas seis dessas amostras. Considerando-se o total de amostras positivas quanto à infecção por molicutes, os níveis de incidência de espiroplasma e de fitoplasma foram semelhantes. Contudo, na safrinha, observou-se que apenas um desses molicutes predominou. Essa predominância foi alternada de espiroplasma na safrinha de 1999, para fitoplasma na safrinha 2000 e espiroplasma na safrinha de 2001. O Maize Rayado Fino Virus (MRFV) e o Maize Dwarf Mosaic Virus (MDMV) foram detectados em níveis de incidência variáveis, apenas em alguns locais e safras avaliados, em geral, com níveis de incidência inferiores aos níveis de incidência dos enfezamentos.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/30902/1/Molicutes-virus.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 1, n. 2, p. 38-46, 2002.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Milho e Sorgo - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.subjectMolicutept_BR
dc.subjectEspiroplasmapt_BR
dc.subjectFitoplasmapt_BR
dc.subjectMaize.pt_BR
dc.titleMolicutes e vírus em milho na safrinha e na safra de verão.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2018-06-07T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroMilhopt_BR
dc.subject.thesagroZea Mays.pt_BR
dc.subject.thesagroVíruspt_BR
dc.subject.nalthesaurusPhytoplasmapt_BR
dc.subject.nalthesaurusSpiroplasmapt_BR
dc.subject.nalthesaurusviruses.pt_BR
dc.ainfo.id485852pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2018-06-07 -03:00:00pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Molicutesvirus.pdf176,53 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace