Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/510921
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorRONCATTO, G.pt_BR
dc.contributor.authorNOGUEIRA FILHO, G. C.pt_BR
dc.contributor.authorRUGGIERO, C.pt_BR
dc.contributor.authorOLIVEIRA, J. C. dept_BR
dc.contributor.authorMARTINS, A. B. G.pt_BR
dc.contributor.otherGIVANILDO RONCATTO, CPAMT; Geraldo Costa Nogueira Filho, Unesp; Carlos Ruggiero, Unesp; João Carlos de Oliveira, Unesp; Antonio Baldo Geraldo Martins, Unesp.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2009-01-09pt_BR
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.issn0100-2945 (impresso) / 1806-9967 (online)pt_BR
dc.identifier.other20597pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/510921pt_BR
dc.descriptionO trabalho foi realizado na Área de Propagação de Fruteiras do Departamento de Produção Vegetal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista (FCAV/UNESP), Jaboticabal-SP, e em área de produtor, no município de Araguari-MG, com o objetivo de verificar o potencial de crescimento vegetativo (diâmetro do caule, altura de plantas e número de folhas) de plantas de maracujá-doce (Passiflora alata Dryander), obtidas por estaquia e por semente, comparando o desenvolvimento inicial de plantas no campo. O experimento foi conduzido no período de janeiro de 2002 a fevereiro de 2003. A formação de mudas por semente foi realizada em casa de vegetação e, por estaca, em câmara de nebulização intermitente, sob condições de telado. As estacas e sementes foram coletadas de plantas adultas, oriundas do Banco de Germoplasma Ativo (BAG) do Departamento de Produção Vegetal da FCAV/UNESP. Para as estacas, utilizou-se a parte intermediária de ramos em estádio de crescimento vegetativo. As sementes, para a obtenção das plântulas, foram semeadas em bandejas plásticas. Efetuou-se o transplantio de estacas e de plântulas, para sacos de polietileno, mantido sob telado e irrigado diariamente por aspersão, para aclimatação e plantio no campo, após 60 dias. O diâmetro do caule, a altura e o número de folhas de plantas obtidas por estaca foram maiores do que nas obtidas por semente, em Jaboticabal-SP. Já em Araguari-MG, o diâmetro do caule foi maior naquelas oriundas de semente, enquanto a altura e o número de folhas foram maiores nas plantas propagadas por estacas.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/115873/1/20597.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 3, p. 754-758, set. 2008.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Acre - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectMaracujá docept_BR
dc.subjectPassiflora alata Dryanderpt_BR
dc.subjectHuertos frutalespt_BR
dc.subjectEstaquillaspt_BR
dc.subjectPropagación vegetativapt_BR
dc.subjectSemillas.pt_BR
dc.titleAvaliação do desenvolvimento de maracujá-doce (Passiflora alata Dryander) propagado por estaquia e por semente em condições de pomar comercial.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2019-01-08T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroPropagação vegetativapt_BR
dc.subject.thesagroEstacapt_BR
dc.subject.thesagroSementept_BR
dc.subject.thesagroPlantapt_BR
dc.subject.thesagroCrescimentopt_BR
dc.subject.thesagroPomarpt_BR
dc.subject.nalthesaurusVegetative propagationpt_BR
dc.subject.nalthesaurusPlant cuttingspt_BR
dc.subject.nalthesaurusSeedspt_BR
dc.subject.nalthesaurusOrchards.pt_BR
dc.ainfo.id510921pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2019-01-08 -02:00:00pt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0100-29452008000300032.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPAF-AC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20597.pdf125,33 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace