Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/576264
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: RODRIGUES, A. de S.
BRITO, R. L. L. de
SANTOS, V. W. S. dos
DIAS, R. P.
BRITO, I. F. de
ANDRIOLI, A.
PINHEIRO, R. R.
Additional Information: Apoliana de Sousa Rodrigues, Bolsista do CNPq
Roberta Lomonte Lemos de Brito, Bolsista do CNPq
Ismênia França de Brito, Graduanda da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
Ronaldo Pereira Dias, Bolsista do CNPq
Vanderlan Warlington Souza dos Santos, Graduando da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
RAYMUNDO RIZALDO PINHEIRO, CNPC.
ALICE ANDRIOLI, CNPC
Title: Comparação de dois testes sorológicos na evolução da infecção natural de caprinos leiteiros com o vírus da Artrite-Encefalite Caprina: dados preliminares1.
Publisher: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 4.; FEIRA NACIONAL DO AGRONEGÓCIO DA CAPRINO-OVINOCULTURA DE CORTE, 3., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: EMEPA-PB, 2009. 3 f. 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Keywords: Artrite encefalite caprina
CAEV
IDGA
Western blot
Teste sorológico
Animal desease
Arthritis encephalitis
Goat
Serological tests.
Description: Artrite-Encefalite Caprina (CAE) é uma enfermidade que se apresenta de forma contínua, incurável e têm como sintomas clínicos a mastite, artrite, pneumonia e leucoencefalomielite. Objetivou-se com este estudo uma avaliação sorológica, empregando dois métodos indiretos: a Imunodifusão em Gel de Agarose (IDGA) e o Western Blot (WB), na infecção natural com o vírus da CAE. Foram realizadas coletas de sangue através da punção da veia jugular, em 100 matrizes caprinas ½ Anglo-Nubiana x ½ Saanen, provenientes de rebanho da Embrapa Caprinos e Ovinos, Sobral, CE. Os sangues foram centrifugados a 1500 xg por 15 minutos, armazenados em tubo tipo eppendorf e congelados a -20 °C até a realização das provas sorológicas. As análises estatísticas foram realizadas pelo Qui-quadrado e pelo teste de exato de Fisher. Os testes sorológicos foram repetidos a cada quatro meses, totalizando três avaliações sorológicas. Nestas verificou-se uma maior detecção de animais soropositivos pelo WB com relação ao IDGA (p<0,05). Ressalta-se que algumas cabras que apresentaram resultado negativo no IDGA foram ao longo do tempo soroconvertendo, confirmando os resultados observados no WB. Com este estudo, concluiu-se que o Western Blot é mais sensível que o IDGA, pois detectou mais precocemente a presença de anticorpos contra o vírus. Isto ressalta a importância deste teste como uma ferramenta para identificação de animais soropositivos.
Thesagro: Caprino
Doença Animal
Infecção.
Data Created: 2009-11-26
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPC)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace