Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/576281
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SANTIAGO, L. B.
ALVES, F. S. F.
SANTOS, V. W. S. dos
RODRIGUES, A. de S.
ALBUQUERQUE, F. H. M. A. R. de
OLIVEIRA, E. L. de
PINHEIRO, R. R.
Additional Information: Lauana Borges Santiago, Pós-graduanda da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA; FRANCISCO SELMO FERNANDES ALVES, CNPC; Vanderlan Warlington Souza dos Santos, Graduando da Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA; Apoliana de Sousa Rodrigues, Instituto Superior de Teologia Aplicada - INTA; FERNANDO HENRIQUE MELO ANDRADE RODRIGUES DE ALBUQUERQUE, CNPC; EDUARDO LUIZ DE OLIVEIRA, CNPC; RAYMUNDO RIZALDO PINHEIRO, CNPC.
Title: Avaliação in vivo da utilização de antissépticos e desinfetantes no controle da Linfadenite Caseosa.
Publisher: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 4.; FEIRA NACIONAL DO AGRONEGÓCIO DA CAPRINO-OVINOCULTURA DE CORTE, 3., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: EMEPA-PB, 2009. 3 f. 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Keywords: Hipoclorito de sódio
Brasil
Ceará
Animal disease
Lynphadenitis caseous
Treatment.
Description: A Linfadenite Caseosa é uma enfermidade infecto-contagiosa que acomete caprinos e ovinos, causada pela Corynebacterium pseudotuberculosis e caracteriza-se pela abscedação dos gânglios linfáticos. O tratamento preconizado consiste na drenagem e cauterização química dos abscessos, quando estes encontram-se em estágio avançado de evolução, apesar deste procedimento representar risco de contaminação ambiental. Objetivou-se avaliar a eficácia da tintura de iodo a 10% e do hipoclorito de sódio a 2,5% aplicados no interior do abscesso de animais acometidos pela Linfadenite Caseosa. Foram utilizadas 18 fêmeas ovinas, sendo que o primeiro grupo foi tratado com tintura de iodo a 10%, o segundo grupo com hipoclorito de sódio a 2,5% e o último grupo tratado convencionalmente. Houve a ruptura natural dos seis abscessos tratados com tintura de iodo, sendo que em apenas cinco deles, a viabilidade da C. pseudotuberculosis foi confirmada no local da lesão, após a ruptura do linfonodo. Quanto ao segundo grupo, a ruptura espontânea foi observada em apenas cinco, dos seis abscessos tratados, sendo que o microrganismo foi identificado na lesão dos cinco animais, após o rompimento. No sexto animal, foi constatada a involução do abscesso. Conclui-se que a aplicação de tintura de iodo a 10% e hipoclorito de sódio a 2,5% no interior do abscesso de animais acometidos pela Linfadenite Caseosa, em estágio no qual as lesões são detectadas através da inspeção, não é 100% eficaz para o seu controle.
Thesagro: Abscesso
Doença Animal
Linfadenite Caseosa
Iodo
Ovino
Tratamento.
NAL Thesaurus: Sheep
Sodium hypochlorite
Abscess
Iodine
Brazil.
Data Created: 2009-11-26
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AACAvaliacaoinvivodautilizacaodeantissepticosedesinfetantesnocontroledaLinfadeniteCaseosa.pdf114,04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace