Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/577771
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: PAULA, R. A. de
FREITAS, R. F. F. e
GUIMARAES, M. F. M.
MARCELINO, F. C.
ARCURI, E. F.
Additional Information: ROSINÉIA APARECIDA DE PAULA, AGROGENÉTICA; RENATA FLÁVIA FERRIERA E FREITAS, AGROGENÉTICA; MARTA FONSECA MARTINS GUIMARAES, CNPGL; FRANCISMAR CORREA MARCELINO, CNPSo; EDNA FROEDER ARCURI, CNPGL.
Title: Detecção de céluas viáveis de listeria monocytogenes por EMA-PCR.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA, 25., 2009, Porto de Galinhas, PE. Anais... [São Paulo]: Sociedade Brasileira de Microbiologia, 2009. Seção resumos, ref. 1420-1. 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Description: Listeria monocytogenes é considerada um dos maiores problemas de segurança alimentar, sendo que um baixo número de células pode ser capaz de iniciar a infecção em pessoas susceptíveis. Vários kits, baseados em análises de DNA, permitem a detecção desta bactéria, porém estes testes apresentam limitações uma vez que qualquer molécula de DNA alvo, tanto de células viáveis quanto de células mortas presentes numa amostra, pode ser amplificada. O corante EMA (Brometo de Etídeo Monoazida) tem sido recentemente utlizado para discriminar células viáveis de inviávies para análise em PCR.O EMA liga-se covalentemente ao DNA de células mortas impedindo a sua amplificação pela DNA Polimerase.O objetivo deste trabalho foi determinar a concentração de EMA necessária para inibir a amplificação de DNA de células iniviáveis de L. monocytogenes sem inibir a amplificação de DNA de células viáveis, por PCR convencional. Concentrações variadas da solução estoque de EMA (0; 0,13; 0,25; 0,5; 1 ; 3 e 5 ug/mL) foram adicionadas em microtubos contendo 500 ul de 108 células viáveis ou inviáveis de L. monocytogenes ATCC 7644 (tratamento térmico de 98 oC/20 minutos). Os microtubos foram expostos à luz (650 W) para ativação e fotólise do EMA e em seguida foi realizada a extração de DNA e PCR. O DNA foi extraído após tratamentos subsequentes das células com proteases e fervura. As reações de amplificação continham 200 ng de DNA, 40 pmoles de cada primer (LM1 e LM2 que amplificam um fragmento de 702 pb do gene hlyA), 25 mM de cada dNTPs, 50 mM de MgCl2, Tampão de PCR 1 X e 1U de Taq DNA Polimerase. Os produtos da amplificação foram analisados em gel de agarose 1,5% e corados em brometo de etídeo. Os resultados obtidos mostram que a amplificação do DNA alvo de células inviáveis foi completamente inibida quando estas foram tratadas com EMA à concentração de 1 ug/mL. As células viáveis de L. monocytogenes foram tratadas com EMA até a concentração de 5 ug/mL e a amplificação ocorreu em todos os tratamentos. Conclui-se que, por análise em PCR convencional, a concentração de EMA necessária para inibir a amplificação de DNA de células inviáveis de L. monocytogenes sem inibir a amplificação de células viáveis é de 1 ug/mL.Sendo assim, esta técnica pode ser usada para detecção apenas de células viáveis de L. monocytogenes presente numa amostra.
Thesagro: Contaminação bacteriana
Higiene de alimento
Bactéria.
NAL Thesaurus: Food and Human Nutrition
Bacterial infections.
Data Created: 2009-12-11
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
campylobacter.pdf17,68 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace