Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/578393
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2009
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SOUZA, K. C. de
PINHEIRO, R. R.
SIDER, L. H.
BRITO, R. L. L. de
RODRIGUES, A. de S.
ANDRIOLI, A.
Additional Information: Kelma Costa de Souza, Pós-graduanda Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA, Sobral, CE
RAYMUNDO RIZALDO PINHEIRO, CNPC
ALICE ANDRIOLI, CNPC.
Apoliana de Souza Rodrigues, Bolsista Apoio Técnico em Pesquisa CNPq Embrapa Caprinos e Ovinos (CNPC)
Roberta Lamonte Lemos de Brito, Bolsista Desenvolvimento Tecnológico Industrial CNPQ / Embrapa Caprinos e Ovinos (CNPC)
LUCIA HELENA SIDER, CNPC
Title: Infecção experimental em cabras pelo vírus da artrite encefalite caprina através da inseminação artificial.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA, 36.; ENCONTRO BRASILEIRO DE MÉDICOS VETERINÁRIOS DAS FORÇAS ARMADAS, 1.; ENCONTRO DO COLÉGIO BRASILEIRO DE AQUICULTURA, 6.; ENCONTRO DE MEDICINA DE ANIMAIS AQUÁTICOS, 1.; ENCONTRO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DA BAHIA, 68., 2009, Porto Seguro. Inovação e responsabilidade social: anais. Porto Seguro: SBMV, 2009. 3 f. 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Keywords: x.
Description: Objetivando avaliar a transmissão do Lentivírus Caprino (LVC) pela via venérea, 30 cabras Sem Raça Definida negativas para a Artrite Encefalite Caprina, foram inseminadas com sêmen de um reprodutor caprino também negativo, porém, o sêmen foi inoculado com títulos infectantes para alta e baixa carga viral. Divididas em três grupos, 10 delas foram inseminadas com alta carga viral, 10 com baixa carga viral e 10 com sêmen sem o vírus como controle negativo. Após as IA´s foram acompanhadas com testes de diagnóstico, sendo que com 30 dias em duas foram detectados anticorpos para o vírus da CAE por IDGA no grupo de alta carga viral. Por Western Blot, doze reagiram positivamente, sendo duas no grupo baixa carga viral e dez do grupo de alta carga viral. Das cabras do grupo controle nenhuma foi positiva nos dois testes. Concluiu-se que a via venérea é uma via de infecção para o vírus da CAE, sendo o primeiro relato descrito pela literatura.
Data Created: 2009-12-18
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AACInfeccaoexperimental.pdf44,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace