Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/667109
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Ocidental - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 1994
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: KALIL FILHO, A. N.
Additional Information: ANTONIO NASCIM KALIL FILHO, CPAA.
Title: Associação entre padrões isoenzimáticos de clones de seringueira (Hevea spp) e resistência ao Microcyclus ulei (P. Henn) v. Arx.
Publisher: 1994.
Pages: 97 f.
Language: pt_BR
Notes: Tese (Doutorado em Genética) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
Keywords: Melhoramento genetico
Brasil
Sao Paulo
Species
Rubber tree
Fungal diseases
Resistance
Isoenzymes
Description: Estudo sobre a existencia de associacao entre a resistencia e fenotipos enzimaticos por meio de eletroforese em gel de amido em extratos de foliolos, para determinacao dos fenotipos de 107 clones para seis sistemas enzimaticos. As associacoes entre classes de fenotipos enzimaticos com resistencia ao M. ulei foram estabelecidas atraves do teste x², e as associacoes entre fenotipos enzimaticos com resistencia ao mal das folhas pelo teste x² de Woolf. Foram verificadas, tambem, a) a existencia de associacao entre heterozigosidade media e resistencia a doenca, e b) algumas associacoes entre fenotipos enzimaticos de locos diferentes. Padroes eletroforeticos evidenciaram a origem alotetraploide (anfidiploide) proposta para o genero Hevea. Algumas discrepancias foram observadas na analise de associacao entre enzimas e resistencia quando da comparacao dos resultados de x² e x² de Woolf. Por exemplo, classes de fenotipos de 6PGD e MDH1, nao associados a resistencia pelo teste x² normal, apresentaram fenotipos (6PGD 2-1 e MDH1 4-2) associados com resistencia (R2) pelo x² de Woolf. O pequeno tamanho amostral foi a causa mais provavel dessas constatacoes. Associacoes sao explicadas por pleiotropia, ligacao genetica e nivel de heterozigosidade, entretanto, o teste x² e correlacoes lineares demonstraram que nenhuma associacao entre heterozigosidade media e de resistencia foi encontrada para os sistemas enzimaticos estudados, nao significando, porem, que outros alelos em estado heterozigoto relacionados a adaptacao nao possam estar associados com resistencia. Se confirmadas as associacoes em experimentos ulteriores, com maior tamanho amostral, os locos associados (6PGD 2-1, MDH1 4-2 e PG1 4-3) funcionarao como marcadores moleculares, podendo ser utilizados na selecao inicial de clones de seringueira resistentes aos isolados do grupo II (R2). Por outra lado, o grande numero de associacoes entre fenotipos de diferentes locos indica a ocorrencia de forte desequilibrio de ligacao, oriundo de cruzamentos interespecificos na formacao de clones melhorados.
Thesagro: Doença
Espécie
Folha
Hevea
Isoenzima
Mal das Folhas
Marcador Genético
Microcyclus Ulei
Resistência
Seringueira
NAL Thesaurus: breeding
genetic markers
leaves
Data Created: 1999-11-08
Appears in Collections:Tese/dissertação (CPAA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ASSOCIACAOENTREPADROES.pdf57,9 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace