Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/874173
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2010
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: PARIZOTTO, I.
LIMA, M. B.
RINGENBERG, R.
PEIXOTO, P. G.
TAVARES, C. M. F. dos S.
SILVEIRA, J. R. S.
AZEVEDO, A. C.
ALMEIDA, L. C. de
SOUZA, L. M. de S. e
PEREIRA, R.
NASCIMENTO, A. S. do
Additional Information: ILDOS PARIZOTTO, CNPMF; MARCELO BEZERRA LIMA, CNPMF; RUDINEY RINGENBERG, CNPMF; Paulo Gertrudes Peixoto, SEAGRI; Célia Maria Freitas dos Santos Tavares, EBDA; Jorge Raimundo Silva Silveira, EBDA; Antonio Carlos Azevedo, EBDA; Lígia Carmen de Almeida, CNPq; Laize Milena de Sousa e Souza, FAPESB; Rozimar Pereira, UFRB; ANTONIO SOUZA DO NASCIMENTO, CNPMF.
Title: Demandas em arranjos agroflorestais com ênfase em fruteiras para dois territórios de identidade no Estado da Bahia.
Publisher: In:CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 21., 2010, Natal. Frutas: saúde, inovação e responsabilidade: anais. Natal: Sociedade Brasileira de Fruticultura, 2010.
Language: pt_BR
Notes: pdf 2591
Keywords: Pequeno agricultor
Azadiracta indica
Sustentabilidade ecológica
Sistemas agroflorestais.
Description: Este trabalho tem como objetivo conhecer e avaliar problemas, apontar oportunidades que possam promover o desenvolvimento regional por meio de alternativas de produção, de inclusão social visando ao aumento de renda e a sustentabilidade da agricultura de base familiar, através da introdução de fruteiras e da cultura do nim indiano (Azadiracta indica), como fonte de energia, madeira e matéria-prima para controle de pragas na agropecuária. O Projeto abrange dois territórios de identidade, com características distintas, Recôncavo (Figura 1) e Bacia do Paramirim (Figura 2) com climas sub-úmido e semiárido respectivamente, e tem como objetivo transferir tecnologias apropriadas para a agricultura familiar, utilizando nim indiano consorciado com frutíferas arbóreas, culturas alimentares e forrageiras resultando em Sistemas Agroflorestais (SAFs). Por meio de ferramentas de Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) possibilita-se o resgate, de forma rápida e concisa, da exploração agrícola de base familiar em ambos os Territórios, tornando os agricultores atores em todas as fases. A aplicação de DRPs junto à comunidade rural de base familiar exige a ordenação dos conhecimentos disponíveis referentes à problemática do espaço rural onde vive a comunidade de agricultores, bem como, o comprometimento e empenho na resolução dos problemas enfrentados no seu cotidiano. Os Sistemas Agroflorestais (SAFs) representam alternativas para a manutenção de uma agricultura de base familiar, face ao elevado potencial que apresentam para alcançar a sustentabilidade da atividade agropecuária. Os SAFs se constituem em sistemas de produção, do uso da terra de maneira racional, estratégica e tática, pois a produção é considerada por unidade de área, principalmente pela combinação simultânea ou escalonada de espécies anuais, semiperenes, perenes, madeireiras, não-madeireiras e de criações de animais, de forma compatível com os padrões dos agricultores familiares. As propriedades emergentes do SAF são chamadas de holismo, ou seja, o todo é mais do que a soma das partes. A sustentabilidade é uma característica inerente aos sistemas agroflorestais, pois estão alicerçados em princípios básicos que envolvem aspectos ecológicos, econômicos e sociais.
Thesagro: Agricultura Familiar.
Data Created: 2011-01-24
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
id27282pdf2591.pdf136,17 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace