Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/875574
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2010
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SILVA, M. de J. da
SOUZA, F. V. D.
SANTOS-SEREJO, J. A. dos.
Additional Information: Mariane de Jesus da Silva, UFRB; FERNANDA VIDIGAL DUARTE SOUZA, CNPMF; JANAY ALMEIDA DOS SANTOS SEREJO, CNPMF.
Title: Propagação in vitro de híbridos de bananeira com potencial ornamental.
Publisher: In: JORNADA CIENTÍFICA EMBRAPA MANDIOCA E FRUTICULTURA, 4., 2010, Cruz das Almas. [Anais...]. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2010. (Embrapa Mandioca e Fruticultura. Documentos, 190). 1 CD-ROM.
Language: pt_BR
Notes: PDF. 020.
Keywords: Cultura de tecidos.
Description: As fruteiras ornamentais podem se constituir em uma excelente opção para o setor da floricultura (Souza et al., 2005). As bananeiras ornamentais (Musa spp.) pertencem à família botânica Musaceae, não apresentam frutos comestíveis, ganhando destaque no paisagismo pelo colorido das flores, da folhagem, assim como pela exoticidade dos pequenos frutos que compõem a penca (Santos-Serejo et al., 2007). As bananeiras são normalmente propagadas vegetativamente por meio de mudas desenvolvidas a partir de gemas do seu caule subterrâneo, o rizoma (Borges et al., 1997). Entretanto a micropropagação proporciona uma rápida multiplicação de plantas em maior quantidade, em espaço e tempo reduzidos e em qualquer época do ano, permitindo também a obtenção de plantas livres de bactérias, fungos e vírus, que podem afetar o desenvolvimento das plantas (Kusey et al., 1980; Grattapaglia & Machado, 1998). A validação agronômica visando cultivo comercial de híbridos gerados em um programa de melhoramento genético demanda um elevado número de plantas visando, principalmente, que a avaliação possa ser realizada em diferentes regiões do país. Em vista disso, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a resposta morfogenética in vitro de dois híbridos de bananeira ornamental (RM33 e RM09) oriundos do cruzamento Musa acuminata ssp. zebrina designado ?Monyet; X híbrido de M. ornata x M. velutina designado ?Royal? a um protocolo já estabelecido para variedades comerciais, visando a produção de um elevado número de mudas.
Thesagro: Banana
Musaceae.
Data Created: 2011-02-03
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
020MarianeFernandaok.pdf51,65 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace