Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/880138
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorINOUE, M. H.pt_BR
dc.contributor.authorSANTANA, D. C.pt_BR
dc.contributor.authorSOUZA FILHO, A. P. S.pt_BR
dc.contributor.authorPOSSAMAI, A. C. S.pt_BR
dc.contributor.authorSILVA, L. E.pt_BR
dc.contributor.authorPEREIRA, M. J. B.pt_BR
dc.contributor.authorPEREIRA, K. M.pt_BR
dc.contributor.otherUNEMAT; BOLSISTA UNEMAT/FAPEMAT; ANTONIO PEDRO DA SILVA SOUZA FILHO, CPATU; BOLSISTA UNEMAT/FAPEMAT; UFMT; UNEMAT; BOLSISTA UNEMAT/FAPEMAT.pt_BR
dc.date.accessioned2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2011-04-10T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2011-03-04pt_BR
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.other43755pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/880138pt_BR
dc.descriptionA alelopatia pode oferecer novas substâncias químicas com propriedades herbicidas menos prejudiciais ao ambiente e ao homem do que os sintéticos em uso na atual agricultura. Nesse contexto, foi avaliado o efeito de extratos de Annona crassiflora sobre a germinação e o desenvolvimento de Brachiaria brizantha, Euphorbia heterophylla e Ipomoea grandifolia, bem como o efeito do extrato mais promissor sobre a soja (Glycine max). Para isso, foram preparados extratos hidroalcoólicos de sementes, folhas e caules de A. crassiflora, a fim de serem avaliados em testes de germinação e desenvolvimento das plantas daninhas. O extrato da parte mais promissora da planta foi fracionado, utilizando-se solventes em ordem crescente de polaridade. Em relação às partes da planta de A. crassiflora avaliadas, o extrato hidroalcoólico preparado a partir das sementes proporcionou maior interferência nas plantas daninhas; a germinação das sementes de Brachiaria brizantha e Euphorbia heterophylla foi totalmente inibida por esse extrato. De modo geral, as espécies receptoras foram mais sensíveis à fração acetato de etila, mas esta não influenciou o desenvolvimento da soja. Portanto, A. crassiflora apresenta potencial para o manejo de B. brizantha, E. heterophylla e I. grandifolia, em pós-emergência na cultura da soja.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/29151/1/PotencialAlelopaticoAnnona.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherPlanta daninha, Viçosa, MG, v. 28, n. 3, p. 489-498, 2010.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Amazônia Oriental - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.subjectAleloquímicospt_BR
dc.subjectManejo integradopt_BR
dc.subjectPlantas daninhas.pt_BR
dc.titlePotencial alelopático de Annona crassiflora: efeitos sobre plantas daninhas.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2015-04-08T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroGerminação.pt_BR
dc.ainfo.id880138pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2015-04-08pt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0100-83582010000300005pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PotencialAlelopaticoAnnona.pdf326,6 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace